quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Dicas para o Verão...


Para você que gosta de curtir praia, sol e mar, aí vai algumas dicas impressindíveis para aproveitar corretamente as férias com seus filhos:
  • Tomar diariamente bastante líquidos, de preferência água e que não esteja gelada.
  • Aplicar protetor solar a cada 2 horas e reaplicar se entrar em contato com àgua.
  • Não abusar do sol.
  • Após o sol aplicar solução hidratante no corpo e tomar bastante àgua.
  • Se for entrar no mar não ultrapassar a altura do umbigo e crianças sempre acompanhadas pelos pais.
  • Colocar pulseira de indentificação nas crianças ou escrever o telefone celular no braço.
  • Não se alimentar de alimentos de origem ou fabricação duvidosa.
  • Óculos de sol e boné são importantíssimos também, mesmo ficando embaixo de guarda-sol ou de àrvores.
  • Senhores pais, se forem ingerir bebida alcoólica, beber com moderação.

Até mais.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Sobrepeso x Irmãos...


Filhos únicos são mais propensos a desenvolver problemas com excesso de peso durante a infância. Este é o resultado de um estudo conduzido pelo Institute of Education, da University of London, envolvendo mais de 11 mil crianças nascidas entre 2000 e 2002.

Os pesquisadores sugerem como causa o fato de serem menos ativos, devido à ausência de irmãos em casa, ou mesmo por conta da superproteção oferecida pela família. As análises indicam que os filhos únicos apresentam 25% mais chances de sofrer de problemas de peso do que quem tem irmãos.

Além disso, as meninas analisadas encontravam-se mais propensas ao excesso do que os meninos: a proporção era de uma a cada quatro crianças do sexo feminino, para um entre seis do sexo masculino.

A importância dos níveis de IMC dos pais e, especialmente, das mães, foi ressaltada pelos especialistas, os quais defendem a ideia de que o excesso de peso é um problema relacionado à família, tendo como um dos fatores mais influentes para o seu desencadeamento o ambiente em que vivem os filhos.

Como parte de um estudo contínuo, os pesquisadores monitoram a saúde das crianças, observando o comportamento, o desenvolvimento cognitivo e alterações no peso ao longo dos primeiros sete anos de vida.Não está claro se o maior risco para as meninas deve-se ao fato de serem super alimentadas, ou porque praticam menos atividade física – ou talvez por serem super protegidas pelos pais – ou por uma combinação de tais fatores, explicam os cientistas.“De qualquer maneira, conscientizar os pais sobre o aumento do risco para as meninas e os filhos únicos pode ajudar a mudar o comportamento deles”, afirma a Dra. Alice Sullivan, autora do trabalho.


Até mais.


Fonte: ABESO.

Volúntários para pesquisas médiacas...

O Ministério da Saúde lançou quinta-feira (16) uma página na internet que permite acesso a informações sobre pesquisas clínicas com seres humanos em andamento no país. É o primeiro cadastro nacional de acesso público com dados desse tipo.
Pelo site, chamado Rbec (Registro Brasileiro de Ensaios Clínicos), será possível recrutar voluntários interessados em participar dos testes de novos tratamentos e remédios. Até agora, as pesquisas com seres humanos feitas no Brasil eram registradas em cadastros estrangeiros, em geral em língua inglesa, o que dificultava o acesso da população e, também, a divulgação em revistas científicas. O site do ministério é trilíngue (português, espanhol e inglês) e também permite o registro de pesquisas estrangeiras.
A iniciativa é uma parceria da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) com a Opas (Organização Pan-Americana da Saúde). A expectativa é registrar 200 estudos por ano.
O endereço do site é www.ensaiosclinicos.gov.br
Até mais.
Fonte: Ministério da Saúde.

Injeção sem dor...

Uma empresa israelense desenvolveu uma injeção que dispensa agulha e não causa dor. Depois de uma década de pesquisa, a TransPharma Israel Medical apresentou o ViaDerm Drug Delivery System, um aplicador indolor que, segundo os especialistas, nunca erra o alvo.
A novidade desse dispositivo é que ele utiliza os princípios básicos de difusão para empurrar a medicação para a corrente sanguínea. Atualmente, a maioria dos medicamentos injetáveis é encaminhada diretamente à corrente sanguínea por meio de uma agulha.Segundo o médico, Daphna Heffetz, que representa a instituição que desenvolveu o projeto, o novo método pode ser uma alternativa para quem teme as agulhas. "É fácil, rápido, indolor e eficaz", afirma.
O produto pode, inclusive, ser usado em tratamentos de pacientes crônicos. "É ideal para uma ampla gama de medicamentos e tratamentos como pacientes de diabetes que necessitam aplicar insulina diariamente", diz.O especialista explica que, abaixo das camadas externas da pele, encontra-se a derme, que contém elaboradas redes de capilares sanguíneos e que estão em contato direto com a epiderme.
O mecanismo cria micro-canais através da epiderme, permitindo que a medicação se difunda por meio deles para a derme e, de lá, penetre no sistema sanguíneo através dos capilares.O sistema consiste em uma unidade eletrônica de controle movida a bateria, uma rede de microeletrodos descartáveis de baixo custo e um adesivo contendo uma droga.
Fonte: SB Diabetes
Até mais.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

NATAL...

DESEJO A TODOS UM ÓTIMO NATAL E QUE A PAZ ESTEJE NO CORAÇÃO DE TODOS VOCÊS.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Células-tronco de espermatozóides...

Homens com Diabetes poderão produzir insulina a partir das células produtoras de espermatozóides
Homens com Diabetes Tipo 1, podem ser capazes de desenvolver suas próprias células produtoras de insulina a partir de seu tecido testicular.

A descoberta, feita a partir de experimentos de laboratório e de testes com animais, foi feita por médicos da Universidade de Georgetown, nos Estados Unidos.
O estudo é uma prova de princípio de que as células-tronco espermatogônias (SSC – spermatogonial stem cells), extraídas do tecido testicular podem se transformar nas células ilhotas beta, secretoras de insulina, normalmente encontradas no pâncreas.
Sem genes extras
Segundo os pesquisadores, eles conseguiram o feito sem utilizar quaisquer genes extras, atualmente empregados na maioria dos laboratórios para transformar células-tronco adultas em um tecido específico.
"Nenhuma célula-tronco adulta ou embrionária foi induzida a secretar insulina em quantidade suficiente para curar a diabetes em seres humanos, mas sabemos que as SSCs têm o potencial para fazer o que nós queremos que elas façam, e nós sabemos como melhorar seu rendimento,” afirma o Dr. Ian Gallicano, principal autor do estudo.
Em vez de utilizar células-tronco induzidas (IPS), os pesquisadores recorreram a uma fonte prontamente disponível de células – tronco, as SSCs, que são precursoras das células do esperma. Eles obtiveram as células de doadores de órgãos já falecidos.
Como as SSCs já têm os genes necessários para se tornarem células-tronco embrionárias não são necessárias adicionar qualquer gene novo para persuadi-las a se transformar em células progenitoras.
“Nós descobrimos que, uma vez que você tira essas células dos testículos, elas ficam confusas, e formam todas as três camadas embrionárias em algumas semanas,” diz o pesquisador. “Elas são células-tronco pluripotentes verdadeiras.”
Cultivando o próprio transplante
A equipe usou 1 grama de tecido de testículos humanos para produzir cerca de 1 milhão de células-tronco em laboratório. Essas células apresentaram vários dos marcadores biológicos que caracterizam as células das ilhotas beta normais.
A seguir, eles transplantaram essas células em camundongos diabéticos imunologicamente deficientes. O resultado foi uma diminuição dos níveis de glicose nos animais que durou aproximadamente uma semana – demonstrando que as células estavam produzindo insulina suficiente para reduzir a hiperglicemia.
Embora o efeito tenha durado apenas uma semana, Gallicano afirma que novas pesquisas têm demonstrado que esse desempenho pode ser substancialmente aumentado.
Algo que poderá, no futuro, tornar-se uma espécie de técnica para que “cada homem cresça seu próprio transplante.”
Até mais.
FONTE: Sociedade Brasileira de Diabetes.

Vamos combater o DIABETES...

Recente estudo divulgado pelo Ministério da Saúde aponta que, entre 1996 e 2007, foi registrada uma queda de 17% nas mortes por doenças crônicas não transmissíveis no Brasil. Esse grupo, que representa 67% do total de óbitos no país, inclui as doençascardiovasculares, as respiratórias crônicas, as neoplasias e o diabetes. Segundo os dados, apenas em 2007, foram 705,5 mil vítimas dessas doenças e, embora a tendência seja de queda, a regra não vale para o diabetes, cujas mortes apresentaram aumento de 10%, se for considerado apenas óbitos por causa básica. A tendência de aumento do número de mortes em decorrência do diabetes foi verificada na maioria dos estados brasileiros, principalmente nos da Região Nordeste. De acordo como estudo, o principal fator associado é a mudança na alimentação do brasileiro, que leva ao sobrepeso ou a obesidade.

Resultados do Saúde Brasil 2009

Neste ano, o Vigitel verificou que o percentual dos brasileiros que sofrem de obesidade cresceu de 11,4% para 13,9% entre 2006 e 2009, o que reforça a necessidade de diferentes ações para o controle da doença crônica.
No Brasil, a maior redução entre as doenças crônicas foi registrada nas mortes por doenças respiratórias (enfisema pulmonar, doença pulmonar obstrutivas crônica, asma, etc.), o que equivale a uma queda média de 2,8% ao ano na taxa de mortalidade. Segundo a análise, um dos fatores para esse resultado é a diminuição do tabagismo no país.
De 1989 a 2009, o percentual de fumantes na população caiu de 35% para 16,2%. Principal causa de morte no país, as doenças cardiovasculares concentram 29,4% do total de óbitos declarados, com 308 mil registros em 2007. O Saúde Brasil 2009 mostra uma queda de 26% na taxa de mortalidade, com redução média de 2,2% ao ano, passando de 284 por 100 mil habitantes, em 1996, para 206 por 100 mil habitantes, em 2007. Os dados fazem parte do Saúde Brasil 2009, publicação anual da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS). Em 2010, por recomendação da ONU, os países-membros da organização passaram a incluir as doenças crônicas não transmissíveis entre as prioridades que estarão em discussão na Assembleia de 2011.
Até mais.
FONTE: SBEM

Divine Shen...

Anvisa interdita suplemento Divine Shen

A importação e a comercialização de produtos da marca Divine Shen será suspensa no País nesta terça-feira, dia 21 de dezembro, a partir da publicação da decisão no Diário Oficial da União. A medida vale até que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária promova uma ação de fiscalização para investigar como um produto regularmente registrado na Anvisa, como alimento, foi misturado ao medicamento de uso controlado Sibutramina, com ação no sistema nervoso central e capaz de reduzir a sensação de fome.
A presença da Sibutramina nos produtos da Divine Shen foi atestada em laudo produzido pelo Instituto de Criminalística de São Paulo ao examinar as amostras levadas a testes pelo Ministério Público daquele estado. A 2ª Promotoria de Justiça Criminal iniciou a apuração depois de receber a denúncia de que o produto estaria adulterado.A medida publicada no Diário Oficial da União alcança todos os produtos da marca, que são alimentos em cápsulas importados da China, cuja detentora da autorização de importação é a empresa Apex International Trading Comércio LTDA. Mas o problema foi identificado em cápsulas que deveriam conter fibras de laranja, alimento com ação de estimular o trato intestinal. O que não afasta a hipótese de o mesmo medicamento, a Sibutramina, ser encontrado em outros produtos.
Sibutramina é uma substância indicada para o tratamento da obesidade e age nas áreas do cérebro que controlam humor e saciedade alimentar. Mas já está demonstrado em estudos divulgados na Europa, em janeiro deste ano, que pacientes com histórico de doença cardiovascular podem ter aumentado o risco de doença coronariana, acidente vascular cerebral, taquicardia e aumento da pressão arterial quando expostos ao medicamento.
Outra ação da Agência é informar sobre o achado em relação aos produtos da Divine Shen à rede Infosan da Organização Mundial de Saúde. Assim o fato ocorrido no Brasil será compartilhado entre os países membros da OMS, por meio dessa rede criada para prover o intercâmbio sobre a qualidade e a segurança dos alimentos colocados em seus mercados.
A Agência notificará ainda à Organização Mundial do Comércio sobre a decisão tomada em relação ao produto importado da China, apresentando a devida justificativa sanitária e o caráter de emergência envolvido na questão, para que a medida tomada não seja classificada, posteriormente, como uma violação ao comércio internacional. A área internacional da Anvisa fará contato direto com as autoridades sanitárias chinesas para obtenção de informações adicionais sobre o produto e os dados do fabricante chinês do Divine Shen.As medidas divulgadas nesta terça-feira são de caráter preventivo pois, só depois de apurar toda a situação, a Anvisa poderá anunciar o que de fato ocorreu e que medidas podem ser adotadas.
Até mais.
FONTE: ANVISA

CARALLUMA...

Caralluma Fimbriata será retirada do comércio

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária vai intensificar o alerta à população sobre os riscos de consumir produtos de origem e efeitos desconhecidos que são comercializados sob a alegação de promover o emagrecimento.A Anvisa informa que até o momento nenhum produto que contenha em sua composição a Caralluma FimbriataPor essa razão, uma resolução da Agência publicada nesta terça-feira (21/12) no Diário Oficial da União suspendeu a importação da Caralluma Fimbriata, além da sua fabricação, distribuição, manipulação, comércio e o uso em todo o território nacional.
A medida de suspensão de uso da Caralluma Fimbriata é diretamente dirigida à população, a quem a Anvisa recomenda que abandone o consumo desse produto, cuja composição não foi analisada pela Agência e que, por isso, são desconhecidos os efeitos adversos que podem trazer à saúde humana.
A primeira ação da Anvisa em relação às falsas alegações do produto de propriedades relacionadas a emagrecimento foi tomada no dia 3 de maio deste ano, com a publicação da Resolução RE 1992/2010, que proibia a propaganda de insumos anunciados como “naturais” e com propriedade capazes de acelerar a perda de peso, entre eles a Caralluma Fimbriata.A resolução desta terça-feira da Anvisa amplia o que previa a RE 1992/2010porque permite que, a partir de sua publicação, as equipes das vigilâncias sanitárias dos estados e dos municípios possam ir aos estabelecimentos comerciais e às farmácias para retirar o produto da prateleira.
Nesta visita de fiscalização, as formulações que contêm Caralluma Fimbriataserão isoladas pelos fiscais em embalagens que ficam lacradas até que a Agência conclua o processo administrativo sobre a presença dessa substância no mercado brasileiro.Confira a resolução na íntegra. encontra-se regularizado no país, tendo em vista que não há qualquer comprovação em relação à sua segurança e eficácia.
Até mais.
FONTE: ANVISA

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Truques para não ganhar peso...


Conheça as pesquisas científicas feitas com ratos que poderão ajudá-lo a não engordar

Revelamos alguns segredos recém-saídos dos laboratórios que estudam os efeitos de diferentes substâncias contra a obesidade. A maioria deles foi feita em ratos, mas os pesquisadores afirmam que os resultados podem ser aplicados em humanos. Destacamos os seguintes:
  • Extrato de lichia para acabar com a gordura da cintura: essa fruta chinesa parece reduzir a gordura abdominal (subcutânea) em pessoas com síndrome metabólica em até 15% ou 16%.
  • Extrato de melão para prevenir a obesidade em dietas ricas em gordura: o estudo, feito em ratos, revelou que os animais perderam 29% do peso corporal quando alimentados com dietas ricas em gordura. A perda mais significativa foi a da gordura abdominal e o aumento dos níveis de adiponectina, hormônio produzido pelas células adiposas e que regula o metabolismo. O extrato reduziu em 41% a resistência à insulina e regulou os níveis de glicose no sangue. Também provocou uma queda de 73% dos lipídios do fígado. O melão parece ser uma espécie de santo milagreiro antigordura, por ter um alto conteúdo da enzima antioxidante conhecida como superóxido dismutase.
  • Vinagre para perder peso: o vinagre tem fama de queima-gordura. Pesquisa realizada no Japão encontrou que o ácido acético do vinagre preveniu o acúmulo de gordura e evitou o aumento do peso quando ratos seguiam uma dieta rica em gordura. O vinagre atua diretamente sobre os genes PPPAR-alfa, que controlam enzimas relacionadas com a oxidação de ácidos graxos e proteínas implicadas na termogênese.
  • Centeio no café da manhã: um desjejum rico em fibras de centeio aumenta a sensação de saciedade e reduz a ingestão de alimentos ao longo do dia. É o que atesta um estudo sueco que analisou o efeito saciante do pão e do farelo de centeio no café da manhã em comparação ao pão de trigo.
  • Azeite de sementes de romã para prevenir a obesidade: a romã é uma fruta com alta porcentagem de antioxidantes. O óleo de suas sementes também fornece ácido linoleico conjugado (CLA). Ao alimentar ratos com dietas ricas em gordura e óleo comprovou-se seu efeito para prevenir o aparecimento do diabetes por regular a sensibilidade das células à insulina e os níveis de leptina e adoponectina, implicadas no apetite e na reserva de gorduras no organismo.
  • Extrato de oliva extravirgem para prevenir a obesidade e o diabetes: o azeite de oliva é a gordura saudável da dieta mediterrânea e contém uma subtância conhecida como hidroxitirisol, que não apenas reduz o risco de alguns tumores e doenças cardiovasculares ao controlar os níveis de lipídio no sangue, como estimula a função das mitocôndrias, as centrais energéticas das células, que previnem o aparecimento do diabetes e problemas de obesidade.
  • Extrato de grapefruit para prevenir a síndrome metabólica: a fruta tem fama de ser antigordura, devido ao alto teor de antioxidantes como a vitamina C e a naringenina, flavonoide que evita o aumento do colesterol, melhora a sensibilidade à insulina e o metabolismo da glicose. Estudo com ratos alimentados com dieta gordurosa mostrou que não só eles não ganharam peso, mas desenvolveram síndrome metabólica, enfermidade com sinais como obesidade, hipertensão arterial e alterações no metabolismo da insulina.

Até mais.

Fonte: Sport Life

Diabetes nos cuidamos... muito bom...

video

domingo, 19 de dezembro de 2010

Celular x Consulta médica...


Gostaria de saber a opinião de vocês. Durante uma consulta médica o seu celular toca, você atende, mesmo que esteja no meio de uma explicação médica? Você vê problema em interomper um atendimento para atender o celular?
Até mais.

Locais de aplicação de insulina...


Para quem ainda se confunde, em vermelho, são os locais para aplicação da insulina.
  • Deve-se fazer rodízio frequente entre os locais de aplicação.
  • A injeção deve ser subcutânea e não intramuscular.
  • Deve-se fazer prega cutânea entre os dedos da mão aplicando-se a agulha em ângulo de 90º em relação a pele, principalmente em pacientes com gordura reduzida.
  • Não se deve aplicar insulina em regiões cuja musculatura próxima será utilizada durante a prática de exercícios, pois isso pode antecipa a absorção e ação da insulina.
  • A aplicação de insulina ultrarápida deve ser feita preferencialmente na região do abdomen, pois tem uma absorção mais rápida.
  • A insulina de ação prolongada deve ser administrada preferencialmente em regiões com absorção mais lenta, como braços e coxas.
Até mais.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Diet ou Light...

Você sabe a diferença entre alimentos DIET e LIGHT?
Os alimentos DIET são aqueles em são isentos de um determinado ingrediente. Por exemplo, nos casos de produtos DIET para diabéticos, eles não contém carboidrato de absorção rápida ("açurcar).
Já os alimentos LIGHT são aqueles que tem no mínimo 25% de calorias a menos podendo serem diet ou não.
Até mais.

Alimentação Brasileira...


O consumo de frutas e hortaliças nos domicílios brasileiros não passa de um quarto das recomendações dos nutricionistas, enquanto a ingestão de açúcar representa 16,4% das calorias totais das famílias, sendo que a orientação é não ultrapassar 10%. Isso é o que mostra a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2008-2009, divulgada nesta quinta-feira (16) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).


A pesquisa também mostra que o consumo de gordura nas residências brasileiras, que representa 29% das calorias totais, está bem próximo do máximo recomendado, de 30%. Nas Regiões Sul e Sudeste, porém, o limite já foi ultrapassado, com 31% e 32%, respectivamente.
O aumento do consumo de lipídios pode ser explicado, em parte, pela aquisição maior de misturas industrializadas, algo que foi registrado em todos os estratos. Nas famílias com renda mais baixa, a aquisição desse tipo de alimento praticamente dobrou, passando de 1,1% para 2,1% do total de calorias, em comparação com a pesquisa anterior, de 2002-2003. Já nos domicílios com rendimento mais alto, o aumento foi de 25%.


Os dados deixam claro que o consumo de gordura aumenta e o de carboidratos diminui de acordo com a melhora no rendimento das famílias. O limite máximo recomendado para as gorduras saturadas (10% das calorias totais) é quase alcançado na classe de renda mensal de dez a 15 salários mínimos (9,5%) e ultrapassado na classe de mais de 15 salários mínimos (10,6% das calorias totais).


A proporção mínima recomendada de 55% de carboidratos não se cumpre para as famílias com renda mensal superior a 15 salários mínimos. Para piorar, cerca de 30% dos carboidratos da dieta nesta faixa de renda correspondem a açúcares livres (açúcar de mesa, rapadura, mel e açúcares adicionados a alimentos processados), em vez de açúcares provenientes de massas, grãos e frutas.


A POF 2008-2009 mostra que a disponibilidade domiciliar média de alimentos corresponde a 1.611 calorias diárias por pessoa, sendo 1.536 calorias no meio urbano e 1.973 calorias no rural. Isso não significa que esse seja o total de calorias consumido no dia, já que a pesquisa não leva em conta o que se come fora de casa. Em relação ao levantamento anterior, houve uma redução de 180 calorias.Menos arroz, feijão e farinhaA análise da evolução de consumo de produtos individualmente permite concluir que a mesa do brasileiro hoje conta com menos arroz e feijão, tradição que costuma ser elogiada pelos nutricionistas. A média per capita de arroz polido adquirido caiu de 24,6 kg para 14,6 kg (queda de 40,5%), enquanto a de feijão passou de 12,4 Kg para 9,1 Kg (redução de 26,4%).


A aquisição de açúcar refinado caiu de 6,1 kg per capita para 3,2 kg (redução de 48,3%). Também houve queda na aquisição de farinha de trigo (33,2%) e de mandioca (31,4%).
Entre os produtos que apresentaram maior aumento per capita estão o refrigerante de cola (39,3%), a água mineral (27,5%) e a cerveja (23,2%).

Até mais.


Fonte: UOL

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Tratamento do Diabetes para todos...

LEI FEDERAL (ABRANGÊNCIA NACIONAL)

Lei Federal nº. 11347 de 27 de Setembro de 2006.

Medicamentos Veja abaixo a íntegra da Lei nº. 11.347, de 27 de setembro de 2006, que dispõe sobre a distribuição gratuita de medicamentos e materiais necessários à sua aplicação e à monitoração da glicemia capilar aos portadores de diabetes inscritos em programas de educação para diabéticos.
Dispõe sobre a distribuição gratuita de medicamentos e materiais necessários à sua aplicação e à monitoração da glicemia capilar aos portadores de diabetes inscritos em programas de educação para diabéticos.
O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1º Os portadores de diabetes receberão, gratuitamente, do Sistema Único de Saúde - SUS, os medicamentos necessários para o tratamento de sua condição e os materiais necessários à sua aplicação e à monitoração da glicemia capilar. § 1º O Poder Executivo, por meio do Ministério da Saúde, selecionará os medicamentos e materiais de que trata o caput, com vistas a orientar sua aquisição pelos gestores do SUS.
§ 2º A seleção a que se refere o § 1º deverá ser revista e republicada anualmente ou sempre que se fizer necessário, para se adequar ao conhecimento científico atualizado e à disponibilidade de novos medicamentos, tecnologias e produtos no mercado.
§ 3º É condição para o recebimento dos medicamentos e materiais citados no caput estar inscrito em programa de educação especial para diabéticos.
Art. 2º (VETADO)
Art. 3º É assegurado ao diabético o direito de requerer, em caso de atraso na dispensação dos medicamentos e materiais citados no art. 1º, informações acerca do fato à autoridade sanitária municipal.
Parágrafo único. (VETADO)
Art. 4º (VETADO)
Art. 5º Esta Lei entra em vigor no prazo de 360 (trezentos e sessenta) dias, a contar da data de sua publicação.
Brasília, 27 de setembro de 2006; 185º da Independência e 118º da República.
LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA Márcio Thomaz Bastos Guido Mantega Jarbas Barbosa da Silva Júnior
Este texto não substitui o publicado no D.O.U. de 28.9.2006.
MENSAGEM Nº. 832, DE 27 DE SETEMBRO DE 2006.
Senhor Presidente do Senado Federal, Comunico a Vossa Excelência que, nos termos do § 1o do art. 66 da Constituição, decidi vetar parcialmente, por inconstitucionalidade, o Projeto de Lei no 597, de 1999 (no 3.073/00 na Câmara dos Deputados), que “Dispõe sobre a distribuição gratuita de medicamentos e materiais necessários à sua aplicação e à monitoração da glicemia capilar aos portadores de diabetes inscritos em programas de educação para diabéticos”.
Ouvidos, os Ministérios da Justiça, da Saúde e da Fazenda manifestaram-se pelo veto aos seguintes dispositivos:
Art. 2o
“Art. 2o As despesas decorrentes da implementação desta Lei serão financiadas com recursos dos orçamentos da Seguridade Social da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, conforme regulamento a ser baixado pelo Ministério da Saúde, ouvida a Comissão Intergestores Tripartite instituída pela Norma Operacional Básica do SUS de 1993.”
Razões do veto
O presente projeto de lei, ao pretender criar restrições aos entes federados, na elaboração da peça orçamentária, viola, frontalmente, o princípio federativo inserto no art. 1o, caput, da Constituição da República, restringindo, assim, a consagrada autonomia dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, assegurada, por sua vez, no art. 18, caput, da Carta Magna.
Outrossim, somente em sede constitucional podem resultar previstas as limitações na elaboração do orçamento, sob pena de violação ao princípio constitucional da separação de poderes (art. 2o da Carta Magna). Isso porque, historicamente, a concepção inicial do orçamento, decorrente do resultado político da crescente reação dos órgãos de representação popular contra o excessivo poder tributário dos soberanos, justificou a inclusão da matéria em alçada constitucional, em virtude da instauração do Estado de Direito (previsto no art. 1o da vigente Constituição da República), limitando os poderes dos monarcas absolutistas.
O professor Ricardo Lobo Torres, por exemplo, denomina de Estado Orçamentário ‘a particular dimensão do Estado de Direito apoiada nas receitas, especialmente a tributária, como instrumento de realização das despesas’, e que surge com o próprio Estado Moderno em substituição ao Absolutismo Monárquico. Esclarece, ainda, que com o ‘advento do liberalismo e das grandes revoluções é que se constitui plenamente o Estado Orçamentário, pelo aumento das receitas e despesas públicas e pela constitucionalização do orçamento na França, nos Estados Unidos e no Brasil (art. 172 da Constituição de 1824)’ (TORRES, Ricardo Lobo. Curso de Direito Financeiro e Tributário. Rio de Janeiro: Editora Renovar, 1993, páginas 137 e 138).
Em se tratando o orçamento público de matéria reservada ou própria de seara constitucional, conforme se depreende da simples leitura do texto constitucional, de onde se extraem os princípios orçamentários (como, por exemplo, a exclusividade da matéria orçamentária, nos moldes do art. 165, § 8o, da Carta Magna) e as correspondentes vedações no âmbito do direito financeiro (art. 167 da Constituição da República), não pode a legislação infraconstitucional e, com maior razão, uma norma infralegal estabelecer condições ou limites em matéria orçamentária, sob pena de violação ao princípio da separação de poderes.
Não é por outra razão, senão pela estrita observância do princípio da separação dos poderes e em atenção às características do Estado de Direito (arts. 1o e 2o da Constituição), que as previsões de aplicação mínima de recursos financeiros em matéria de saúde e educação encontram-se fixadas em sede constitucional, especificamente nos arts. 198, § 2o, e 212, do Estatuto Fundamental do Estado.
Nada obstante, por força do princípio constitucional da estrita legalidade (art. 37, caput, da Constituição), a Administração Pública, de qualquer esfera federativa, diferentemente, do particular, somente pode realizar condutas descritas em lei. Ora, não se pode admitir como constitucional, por conseguinte, que a Administração pública federal, mediante edição de ato normativo infralegal (a ser expedido pelo Ministério da Saúde), imponha a forma de elaboração, administração e execução do orçamento dos demais entes federados, diante da cristalina violação ao princípio da autonomia federativa, consoante já ressaltado, e da legalidade administrativa, subprincípio densificador do Estado de Direito (arts. 1o e 37, caput, da Constituição da República).
Ensina o professor Celso Antônio Bandeira de Mello sobre o princípio basilar do regime jurídico-administrativo:
‘O princípio da legalidade, no Brasil, significa que a Administração nada pode fazer senão o que a lei determina. Ao contrário dos particulares, os quais podem fazer tudo o que a lei não proíbe, a Administração só pode fazer o que a lei antecipadamente autorize. Donde, administrar é prover aos interesses públicos, assim caracterizados em lei, fazendo-o na conformidade dos meios e formas nela estabelecidos ou particularizados segundo suas disposições. Segue-se que a atividade administrativa consiste na produção de decisões e comportamentos que, na formação escalonada do Direito, agregam níveis maiores de concreção ao que já se contem abstratamente nas leis.’ (MELLO, Celso Antônio Bandeira de. Curso de Direito Administrativo. São Paulo: Malheiros Editores, 2003, página 95).!”
Parágrafo único do art. 3o
“Art. 3º
Parágrafo único. O gestor municipal do SUS é obrigado a ressarcir os gastos que o diabético comprovadamente houver efetuado com a aquisição dos medicamentos e materiais referidos, no caso de ausência de resposta e atendimento.”
Razões do veto
“O parágrafo único do art. 3o, contraria o princípio do pacto federativo, estatuído nos arts. 1o e 18, da Constituição Federal, pois, obriga o gestor municipal do SUS ‘a ressarcir os gastos que o diabético comprovadamente houver efetuado com a aquisição dos medicamentos e materiais referidos, no caso de ausência de resposta e atendimento’.
Dispõe o art. 198 da Constituição que ‘as ações e serviços públicos de saúde integram uma rede regionalizada e hierarquizada e constituem um sistema único organizado de acordo com as seguintes diretrizes: I) descentralização, com direção única em cada esfera de governo;’
Segundo esclarece o professor José Afonso da Silva:
‘O sistema único de saúde implica ações e serviços federais, estaduais, distritais (DF) e municipais, regendo-se pelos princípios da descentralização, com direção única em cada esfera de governo, do atendimento integral, com prioridade para as atividades preventivas, e da participação da comunidade, que confirma seu caráter de direito social pessoal, de um lado, e de direito social coletivo, de outro.’
Como se verifica, a obrigação criada pelo projeto ao gestor municipal do Sistema Único de Saúde – SUS, configura ingerência inadmissível da União na esfera municipal, o que viola o pacto federativo.”
Art. 4o
“Art. 4o A inobservância do disposto nesta Lei por parte de servidor público configura crime de prevaricação, sujeitando o infrator às penalidades cominadas no art. 319 do Código Penal Brasileiro.
Parágrafo único. Independente das sanções civis, penais e administrativas, o Ministro de Estado e os Secretários responsabilizados pelo descumprimento das disposições desta Lei sujeitar-se-ão às penalidades previstas na Lei no 1.079, de 10 de abril de 1950, por cometimento de crime de responsabilidade.”
Razões do veto
“O parágrafo único e o caput do art. 4o incorrem em impropriedade o que impede sua aplicabilidade. Referidos preceitos dispõem sobre as penalidades a que estão sujeitos o servidor público, o Ministro de Estado e os Secretários no caso de descumprimento do disposto na Lei.
Ocorre que, mediante uma análise detida do projeto de lei, verifica-se que a propositura não cria obrigação/dever para esses agentes (exceto aquela conferida ao gestor municipal pelo parágrafo único do art. 3o, que seria, inconstitucional), e que, portanto, o preceito do art. 4o não se apresenta como norma válida. Além disso, por apresentarem conteúdo impreciso e indefinido, os dispositivos em comento, em última análise, também, afrontam o princípio da tipicidade penal, esculpido no art. 5o, inciso XXXIX, da Constituição Federal, que requer definição exata, com elementos descritivos precisos da conduta e da sanção correspondente.”
Essas, Senhor Presidente, as razões que me levaram a vetar os dispositivos acima mencionados do projeto em causa, as quais ora submeto à elevada apreciação dos Senhores Membros do Congresso Nacional.
Brasília, 27 de setembro de 2006.
Este texto não substitui o publicado no D.O.U. de 28.9.2006.
Até mais.

Células-Tronco e Diabetes...


Pesquisa com Células-Tronco: Pâncreas de Pacientes Pode Voltar a Funcionar após Transplante

Um estudo brasileiro pioneiro, publicado no mês passado no prestigiado Journal of the American Medical Association (Jama), traz um resultado surpreendente: o pâncreas da maioria dos voluntários da pesquisa, todos com diabetes tipo 1, está voltando a funcionar depois que foram submetidos a um transplante de células-tronco, retiradas do próprio organismo.

Dos 23 pacientes que participaram da pesquisa, coordenada por médicos da Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto, a maioria deixou de recorrer à insulina em algum momento, com bom controle da glicemia. De acordo com o endocrinologista Carlos Eduardo Barra Couri, um dos autores do estudo, há pacientes livres da insulina há mais de três anos, sem que apresentem picos de hipoglicemia.

Taxas de Peptídeo-C Aumentam

Vinte dos voluntários registraram uma elevação dos níveis do peptídeo-C, substância que é um dos resíduos da produção do hormônio pelas células beta do pâncreas. Quanto mais elevadas as taxas do peptídeo-C, maior a produção de insulina. De acordo com os médicos, o estudo mostra que o pâncreas está voltando a funcionar, mas ainda é prematuro anunciar a cura do diabetes.

No total, 12 ficaram livres do hormônio sintético de maneira continuada enquanto oito dos voluntários ainda tiveram que recorrer ocasionalmente à insulina, mas em doses muito baixas. Embora esses pacientes não tenham produzido todo o hormônio necessário para o perfeito funcionamento do organismo, suas taxas do peptídeo-C também aumentaram. O que é um sinal de que esses pacientes terão uma melhor evolução da doença, avalia outro autor da pesquisa, o imunologista Júlio Voltarelli.
Embora a terapia com células-tronco, segundo os médicos, seja uma alternativa para combater a falha imunológica do diabetes tipo 1, ela não recupera as áreas destruídas da glândula. Por isso, é necessário que o procedimento seja feito em pessoas recém-diagnosticadas.

Novas Pesquisas

Os pesquisadores buscam novos voluntários. O novo alvo deles é testar formas menos agressivas e mais baratas para corrigir falhas no sistema imunológico. Eles pretendem evitar o uso da quimioterapia, a partir da utilização das chamadas células-tronco mesenquimais, que são encontradas no organismo do próprio paciente. Os interessados em participar do estudo devem ter entre 12 e 35 anos e menos de seis semanas de diagnóstico de diabetes tipo 1. Os candidatos podem escrever para ce.couri@yahoo.com.br
Até mais.
Fonte: Site www.adj.org.br

SACARINA...

O governo dos Estados Unidos tirou, nesta terça-feira (14/12/10), o adoçante artificial sacarina da lista de substâncias perigosas para a saúde.

A Agência de Proteção Ambiental (EPA, na sigla em inglês) informou que a decisão foi tomada depois que estudos científicos concluíram que a substância, 300 vezes mais doce que o açúcar, "não pode ser considerada potencialmente perigosa para a saúde humana". Durante muitos anos, a sacarina foi considerada cancerígena.

A sacarina foi incluída na lista de substâncias perigosas em 1981, depois que se demonstrou que era a causa de câncer de bexiga em animais de laboratório.

No entanto, o Programa Nacional de Toxicologia e a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer "reexaminaram a informação disponível sobre a sacarina e seus sais e concluíram que não tem potencial cancerígeno em humanos", destacou a EPA em um comunicado.

A EPA tirou a sacarina da lista depois de ter sido solicitado por uma associação que representa os vendedores de alimentos de baixas calorias, o Calorie Control Council.

Até mais.

Fonte: UOL

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Síndrome de Laurence-Moon (LM) e Bardet-Bield (BB)...

São síndromes genéticas que no passado eram consideradas uma coisa só porém agora devido a algumas características são diagnósticadas separadamente.
Geralmente aparecem na infância, com as seguintes características:
  • Retinose pigmentar
  • OBESIDADE (principalmente BB)
  • Polidactilia (principalmente BB)
  • problemas renais
  • 50% com dificuldade de aprendizado e desenvolvimento emocional
  • LM --> tem mais problemas neurológicos e raramente polidactilia
  • Herança autossômica recessiva
  • 25% de chances de um casal que tem um filho com essa síndrome, ter um outro filho com o mesmo diagnóstico
  • Hipogenitalismo/hipogonadismo.

Até mais.

Leptospirose...

Estarei informando abaixo mais uma doença preocupante do verão que combina com calor e chuvas.
Causa: bactéria (gênero Leptospira).
Acomete humanos e os animais e caracterizada por intensa vasculite.
Quadro clínico pode ser assintomático até casos graves.
Suspeita-se quando:
  • Sintomas: febre, cefaléia e mialgias.
  • associado a pelo menos 1 dos 2 critérios abaixo:

- antecedente epidemiológicos sugestivos nos 30 dias anteriores à data de início dos sintomas(exposição a situações de risco, vínculo epidemiológico com um caso confirmado por critério laboratorial ou residir/trabalhar em áreas de risco);

- pelo menos um dos seguintes sinais ou sintomas: sufusão conjuntival, sinais de insuficiência renal aguda, icterícia e/ou aumento de bilirrubinas e fenômenos hemorrágicos.

Período de incubação: 1 a 30 dias (média: 5-14dias).

Diagnóstico diferencial: Dengue ou outras viroses.

Confirmação do diagnóstico: sorologia para teste de Elisa-IgM colhido a partir do 7º dia do início da doença.

Tratamento deve conter 1 antibiótico contra leptospira.

Fonte: CVE

Até mais.

Obesidade e video-games...


Nunca pensei que iria dizer isso algum dia, mas as crianças obesas podem perder peso com os video-games. A tecnologia está tão avançada que agora as crianças não precisam mais ficarem estáticas em frente a televisão, agora com esses novos lançamentos (Nintendo Wii, PlayStation Move e Xbox Kinect), os jogos agora são atraves de movimentos os quais podem ser considerados como forma de exercícios físicos.
Os melhores são aqueles que são em forma de ginástica, ou corrida , dando para suar bastante e emagrecer.
Lógico que não recomendo ficar o "dia" inteiro jogando, mas 1 hora por dia é bom, ou menos mal, para aqueles que não fazer nenhuma atividade.
Então para quem tem essa oportunidade, eu recomendo.
Até mais.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Receituário simples para antibióticos...


VENDA DE ANTIBIÓTICOS
Médicos podem usar receituário comum para prescrição
Os médicos podem prescrever antibióticos em receituários simples, sem a necessidade de adotar a receita de controle especial, desde que sejam feitas receitas em duas vias (carbonadas, fotocopiadas ou impressas). O esclarecimento na interpretação da RDC 44 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) foi dado pelo seu próprio presidente, Dirceu Raposo de Mello, durante uma visita ao Conselho Federal de Medicina (CFM), quando recebeu sugestões de aperfeiçoamento da medida.

No encontro, em 1º de dezembro, os presidentes de conselhos regionais de medicina relataram a dificuldade percebida nos Estados. Raposo concordou com os argumentos apresentados e explicou como a regra deveria ser entendida. De acordo com ele, o que houve foi um erro de interpretação, pois o receituário especial seria apenas um modelo a ser seguido sem ter o caráter de uso obrigatório.
No entanto, ressaltou Raposo, os médicos continuam obrigados a preencher a receita com os dados exigidos na RDC 44. A norma, em vigor desde 28 de novembro, prevê, entre outros pontos, a retenção da primeira via da prescrição pela farmácia e fixa o prazo de sua validade em 10 dias.

O presidente da Anvisa aproveitou sua visita ao CFM para pedir o apoio dos conselhos de medicina na divulgação da medida. Alguns presidentes de CRMs, como os do Amapá – Dorimar dos Santos Barbosa – e do Piauí – Fernando Gomes Correia Lima –, informaram que conseguiram, em âmbito estadual, um prazo de 30 dias para adaptação aos critérios. Dirceu Raposo enfatizou que as particularidades regionais serão respeitadas.
Até mais.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Palitinho na boca...



Hora difícil de uma consulta pediátrica, tanto para o pediatra quanto para a criança e também para os pais e no momento de se examinar a garganta.
Choros (as vezes não só da criança mas dos pais também, "cuspe" ou vômitos no médico são algumas de suas complicações além do malestar da criança.
Porém, em algumas pessoas não há necessidade do uso do "palito".
De acordo com a CLASSIFICAÇÂO de MALLAMPATI, ilustrada na figura acima, pacientes grau 1 geralmente não há necessidade pois dá para ver quase tudo na garganta, já as classes 2, 3 e 4 o uso do palito torna-se necessário, se não o médico só observará o "céu da boca".
Até mais.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Almoço às 09:00 da manhã...

Hummmmmmmmmmmmmm, o que tem de almoço hoje? Bife, arroz , feijão, salada ou macarrão, e suco tem? É, quem não gosta do horário de almoço, para comer bem e "matar" a saciedade.
Porém como aqui é um blog de saúde aí vai um fato. Vocês sabiam que algumas escolas estão dando almoço para as crianças? Isso é muito bom, pois alguns pais não tem dinheiro as vezes para manter um bom cardápio em casa e muitos trabalham hoje em dia não tendo tempo suficiente para fazer o almoço das criançinhas.
O que me deixar triste não é isso e sim a organização dessas escolas que fazem muito bem alimentar as crianças com boas refeições porém em HORÁRIOS inadequados para os mesmos.
Você conseguiria almoçar as 09:00 da manhã? Difícil, em? E almoçar às 09:00horas da manhã na escola e depois ao meio-dia em casa. Pois é o que está acontecendo e com isso a desnutrição está cada vez mais erradicada da nossa região e a obesidade infantil cada vez maior.
Será vantajoso essa "troca"? O que será do futuro dessas crianças daqui há 10, 20 ou 30 anos?
Portanto, vamos dar o almoço na hora certa, com o restante das refeições sendo respeitas o horário, só assim diminuiremos um pouco essa porcentagem enorme de obesidade infantil.
Até mais.

sábado, 4 de dezembro de 2010

Síndrome da MACA MÉDICA...

Nooooooooooooossa, o que é isso? Pois é você nunca deve ter escutado isso, nem eu, pois eu inventei. É mais ao menos nos moldes da SÍNDROME DO JALECO BRANCO que consiste no medo que o paciente tem em ser consultado pelo médico e consequentemente ocorre aumento da sua pressão arterial.
Já a SÍNDROME DA MACA MÉDICA se relaciona aos nossos pequenos pacientes pediátricos que até entram na sala do médico sorrindo e descontraídos, porém quando são colocados deitados em cima da maca de exame médico e principalmente quando tem que serem segurados para serem examinados, não tem jeito... buaaaaaaaaaaaaaaaaaaáááááá, buaaaaaaaaaaaaaaáááááá´.... choros na certa parando apenas depois que se pega no colo por um dos pais ao final do exame.

Obs. em crianças maiores podem ser aterorizados quando aqueles pais legais alegam que o médico "monstro" irá dar injeção. Meu Deus, parem com isso. Somos nos que iremos ajudar, não diria que somos anjos mas monstros nem pensar.

Até mais.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Mistura de insulinas..

Como Misturar:

A administração de dois tipos de insulina (Ex: NPH e Regular) pode proporcionar um nível glicêmico melhor do que se usado apenas um tipo.

Quando o médico prescreve mistura de insulina, de ação intermediária (NPH –N) com insulina de ação rápida (Regular – R) ou ultra-rápida (Lispro, Detemir, Glulisina), o objetivo é melhorar o tratamento com as ações complementares destas insulinas, numa mesma aplicação.

1. Ou seja, enquanto a NPH não inicia sua ação, a Regular, assim como a Ultra´-rápida, reduz rapidamente a glicemia a níveis próximos do normal.

Cuidados para preparar as misturas

Recomendações para misturas de insulinas NPH (N) com Regular (R) ou de NPH com ultra-rápida:

- Sempre prepare a insulina em ambiente tranqüilo e bem iluminado. Faça todo o procedimento com calma e muita atenção.
- Utilize uma seringa de insulina, graduada em unidades, com agulha fixa no corpo da seringa, garantindo a precisão da dosagem. Não utilize seringa com agulha separada. Nestas seringas existe um espaço extra, formado pelo bico da seringa e a base de fixação da agulha, e quando utilizadas para preparo de misturas, o volume final de insulina fica aumentado, e a aplicação deste volume extra de insulina poderá causar hipoglicemias acentuadas.
- Recomendamos aspirar primeiro a insulina de ação rápida (R) ou ultra rápida, que possuem aspecto límpido transparente e, em seguida, a insulina de ação intermediária (N) que possui aspecto turvo, leitoso.
- O objetivo é diminuir a possibilidade de entrada de insulina NPH no frasco de insulina R ou ultra-rápida, alterando a capacidade destas insulinas agirem rapidamente em uma outra aplicação.
- No caso de dúvidas ou erros durante o preparo despreze tudo e comece novamente. Quando cometer erros, nunca devolva para nenhum dos frascos as insulinas já misturadas.
- Não faça nenhum tipo de mistura sem prescrição e orientação médica.

Como preparar misturas de insulinas:

No exemplo de preparo abaixo estaremos misturando NPH com insulina R, mas as mesmas recomendações são válidas para misturas de NPH com ultra-rápida.

1. Lave bem as mãos.
2. Pegue o frasco de insulina NPH e gire levemente entre as mãos para homogeneização (misturar). Nunca agite o frasco rapidamente.
3. Passe algodão com álcool à 70% na borracha dos dois frascos e espere secar. Nesta fase do preparo, mantenha os frascos apoiados em uma mesa.
4. Pegue a seringa, puxe o êmbolo e aspire ar até a marca da escala que indica quantidade de insulina NPH prescrita.
5. Injete o ar no frasco de insulina NPH. Retire a agulha, sem aspirar insulina.
6. Pegue a seringa, puxe o êmbolo e aspire ar até a marca da escala que indica a quantidade de insulina R prescrita.
7. Injete o ar no frasco de insulina R. Em seguida sem retirar a agulha, vire o frasco de cabeça para baixo e aspire a insulina R na quantidade prescrita.
8. Vire o frasco de R para a posição inicial e retire a agulha.
9. Volte ao frasco de insulina NPH e vire de cabeça para baixo. Introduza a agulha, segurando no corpo da seringa com cuidado para não perder a insulina R que já está na seringa.
10. Aspire, lentamente, a quantidade de insulina NPH prescrita.
11. Certifique-se que o total de insulina preparada corresponde à soma das doses das duas insulinas prescritas. Em caso de erro despreze tudo e recomece o procedimento.
12. Estando tudo certo realize a aplicação. Importante, lembre-se sempre das recomendações para uma aplicação segura. Se você utiliza caneta para aplicar insulina, e o seu médico acrescentar misturas de duas insulinas no seu tratamento, uma opção é utilizar duas canetas diferentes e realizar duas aplicações no mesmo horário. Outra opção é você realizar uma única aplicação utilizando seringa, seguindo as recomendações acima.

Até mais.

Fonte: www.adj.org.br

Síndrome de Turner...

Quais são as características clínicas da síndrome de Turner?

Abaixo segue algumas das possíveis características:


  • Hipertelorismo mamilar

  • Micrognatismo

  • Ptose

  • Cantos da boca virado para baixo

  • Orelhas deformadas ou viradas para baixo

  • Aréolas pequenas

  • Sinal do tridente

  • Pescoço curto

  • Pescoço alado (pterígio coli)

  • Quartos metacarpos curtos

  • Cúbito valgo

  • Nevos

  • Anomalias cardíacas e/ou renais

  • Baixa estatura

  • Histórico de otites de repetição

A inteligência geralmente é normal, não fazem estirão de crescimento na puberdade e média de altura final por volta dos 1,43m.


É indicação para uso de hormônio de crescimento o quanto antes para minimizar a baixa estatura.


Até mais.


AIDS...

Hoje é o dia mundial de luta contra a AIDS. Uma doença viral causada pelo vírus HIV que desde a década de 80 vem matando muitas pessoas.
Felizmente, hoje em dia o paciente portador do vírus está vivendo mais e melhor, graças as medicações antirretrovirais que combatem a replicação viral melhorando as defesas do paciente.
A vacina contra o HIV está em fases de teses e esperamos que isso seja rapidamente aprovado com uma boa eficácia para prevenção da doença. Enquanto a "cura" não vem a melhor forma de prevenção é a CAMISINHA tanto masculina quanto feminina.
Gostaria que os preservativos fossem dados gratuitamente em todos os postos de saúde do país, pois com isso diminuiríamos muito a transmissão para pessoas não portadoras, e também que continuem as campanhas na mídia para concientização da doença quanto ao tratamento e a contaminação.
Até mais.

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Receituário controle especial...

A partir de hoje, em todo o Brasil, a venda de antibióticos deverá apenas ocorrer na presença de RECEITUÁRIO DE CONTROLE ESPECIAL, onde uma via fica retida na farmácia e outra fica com o paciente.
Mais uma medida inteligente para evitar a venda indiscriminada de antibióticos.

Até mais.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

GO`s suspendem atendeimento nesta terça...

Ginecologistas e obstetras devem interromper o atendimento a pacientes de planos de saúde nesta terça-feira (30) em todo o Estado de São Paulo como forma de protesto contra os baixos honorários. Segundo a Sogesp - Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo, apenas casos de urgência serão atendidos.
O objetivo da paralisação, segundo a entidade, é alertar a comunidade, os gestores da saúde suplementar e as empresas de planos de saúde para os valores pagos para consultas, procedimentos médicos e cirurgias, considerados aviltantes pela classe médica.
"O parto, procedimento em que temos duas vidas importantes em nossas mãos, a mãe e o bebê, tem sido remunerado, por alguns planos, em até R$ 200,00. Só para ter uma ideia de quanto o valor é aviltante, basta lembrar que o profissional que filma o nascimento da criança chega a cobrar cinco vezes mais do que recebemos", diz a Sogesp. "Há planos que pagam hoje, bruto, R$ 25,00 ou menos por uma consulta, restando ao médico cerca de R$ 5,00 (ou menos) depois de descontados tributos e despesas para manutenção do consultório", acrescenta.
A associação espera adesão em massa tanto na capital quanto nas cidades circunvizinhas e no interior.
Até mais.
Fonte: UOL.

sábado, 27 de novembro de 2010

DENV-4...

Um subtipo do vírus da dengue está fazendo alguns estragos pelo Brasil. Por enquanto, alguns casos foram confirmados apenas na região Norte, porém com a chegada do verão, alguns especialistas estão prevendo a sua disseminação.
Há 30 anos não ocorreram casos desse subtipo no Brasil porém agora ele está de volta e com isso pessoas que já tiveram dengue anteriormente tem um risco 10x maior de pegar a forma grave da doença (hemorrágica) se for picado por esse mosquito contaminado.
Vamos todos fazer sua parte, não deixar água empossada, para que não ocorra replicação deste "bichinho" maléfico para os seres humanos.
Até mais.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Puberdade e Gordura...


Trinta genes que controlam a puberdade feminina e podem estar ligados ao metabolismo, relacionado à gordura do corpo, foram identificados por uma equipe internacional de cientistas.
O estudo analisou 87 mil mulheres que vivem na Austrália, na Europa e nos Estados Unidos. E, depois, repetido em um grupo menor formado por 15 mil mulheres. Dois genes ligados ao período da puberdade já eram conhecidos.

A novidade desta mais recente pesquisa foi ter reconhecido 30 novos genes com função similar, além de ter achado evidências em outros dez genes.

"Nossa análise encontrou genes que interferem no controle hormonal, no desenvolvimento celular e em outras funções biológicas associadas à primeira menstruação", comentou a autora, Joanne Murabito, professora associada do departamento de medicina da Universidade de Boston. "Isso mostra que o período da puberdade feminina é controlada por um complexo processo biológico."

Os cientistas também classificaram quatro genes associados anteriormente ao índice de massa corporal, três que interferem diretamente no metabolismo e outros três no controle hormonal, segundo a pesquisa que será publicada no journal "Nature Genetics".
Até mais.
Fonte: Sociedade Brasileira de Diabetes

Sarampo na PARAÍBA...

De acordo com o Ministério da Saúde, 135 casos suspeitos de sarampo ocorreram na PARAÍBA, sendo 47 confirmados, com provável contaminação em João Pessoa-PB.

O vírus identificado pelo Laboratório de Referência Nacional (Fiocruz/RJ) foi o do genótipo B3, cujo sequenciamento genético é similar ao que está circulando na África do Sul, indicando que o surto apresenta apenas um genótipo viral.

Até mais.

Fonte: Ministério da Saúde.


terça-feira, 23 de novembro de 2010

Vacinas em 24horas...

Um cenário científico polêmico está se desenhando e se tornando cada vez mais inevitável: estamos muito perto de um mundo onde células e DNA poderão ser manipulados e atualizados como um software vivo. Esse é o cenário mostrado pelo doutor Craig Venter em uma entrevista para o programa estadunidense 60 Minutes. Venter é um dos responsáveis pelo projeto Genoma Humano, que mapeou todo o nosso DNA e pela criação de vida sintética ao injetar unidades de DNA em uma célula vazia.

Segundo o doutor Venter, essas atualizações podem chegar na forma de uma nova geração de vacinas contra a gripe que – diferentemente das vacinas atuais que demoram semanas ou meses para ficarem prontas – poderão ser produzidas em questão de horas (24 horas ou menos, segundo ele). Isso já poderia acontecer no ano que vem.

A criação de vida sintética esbarra na polêmica discussão: “isso não seria brincar de Deus?”. Para Venter, as pesquisas são apenas uma tentativa de entender as regras de criação da vida. Ele diz: “Acredito que o Universo é muito mais espetacular do que simplesmente assumir que ele foi criado por uma força maior. Eu penso que o fato de que as células são máquinas movidas por software e que esse software é o DNA...esse é o segredo da vida...é realmente milagroso”.
Claro que o doutor Venter está ciente dos perigos envolvidos na eventualidade dessa pesquisa cair em mãos erradas. A sua bactéria sintética, por exemplo, só pode sobreviver no ambiente controlado de um laboratório e ele se mostrou totalmente a favor de regulação e salvaguardas para essa nova tecnologia.

Empresas como a DuPont já estão desenvolvendo suas próprias células sintéticas. A empresa desenvolveu um composto genético que está sendo usado em alguns tecidos e carpetes. Venter já tinha contrato com a British Petroleum – responsável pelo vazamento de petróleo acontecido no Golfo do México neste ano – que poderia levar ao desenvolvimento de uma alga geradora de combustível que se alimenta de CO2.

A verdade então é que já não importa perguntar quais tecnologias podem ser criadas nem quando elas serão criadas. A humanidade precisa do maior número possível de garantias de que os avanços tecnológicos serão usados para o desenvolvimento sustentável do ser humano e do nosso planeta.
Fonte: msn.com

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Nova pílula contra obesidade...


Cientistas italianos descobriram o segredo para criar um remédio contra a obesidade sem efeitos colaterais. Tal remédio agiria sobre o metabolismo e não sobre a psique, e funcionaria como os inibidores de apetite de velha geração, retirados do mercado justamente por serem perigosos para a psique, mas seria isento dos efeitos adversos destes últimos.

Os especialistas coordenados por Uberto Pagotto, endocrinologista da Universidade de Bolonha, descobriram nos ratos de laboratório que desligando os receptores dos canabinóides CB1 - alvo dos inibidores do apetite como o Rimonabant, retirado do mercado em 2008 por Aifa e Emea - só nos órgãos periféricos (músculos, pâncreas, etc.), mas não no cérebro, o emagrecimento ocorre, mas sem efeitos colaterais (o remédio Rimonabant, por exemplo, triplicava o risco de distúrbios depressivos e ansiedade, além de aumentar o risco de suicídio).

A pesquisa foi publicada na revista Cell metabolism.

Um remédio seletivo que não interfere nos receptores CB1 do cérebro poderia ser uma promessa segura contra a obesidade e patologias associadas (diabetes, por exemplo).

Fonte: The ability of the endocannabinoid system to control appetite, food intake and. In the hypothalamus, CB1 receptors and endocannabinoids are. Effects of the cannabinoid-1 receptor blocker rimonabant on weight.
Sociedade Brasileira de Diabetes.

Carrinho de bebê...

Sol, praia, shopping... combinações excelentes para passear com seus filhos, principalmente com os bebês para tomar aquele solzinho.
Só que algumas mães ou pais, ou até mesmo avós e babas estão esquecendo de uma coisa muito importante em seus passeios: A SEGURANÇA DOS BEBÊS.
E constante verificar que antes de atravessarr a rua, a pessoa fica na calçada e o carrinho fica na rua podendo ser atropelado a qualquer momento. Por isso, mais ATENÇÃO. Ao atravessar a rua o carrinho do bebê sempre na calçada.
Até mais.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Gripe aviária...

ALERTA...
A gripe aviária está fazendo novamente vítimas em Hong Kong.
É causado pelo vírus INFLUENZA (H5N1).
Esperamos que isso não se propague pelo mundo como aconteceu com a gripe suína.
Até mais.

Excesso de SÓDIO nos alimentos...


Alimentos industrializados apresentam muito sódio e a quantidade pode variar mais de 10 vezes de uma marca para outra. O miojo e os refrigerantes de cola sem açúcar são os principais vilões. É o que aponta estudo da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), divulgado na tarde desta quinta-feira (18), que verificou os teores de sódio, gordura saturada, gordura trans e açúcares em mais de 20 categorias de alimentos.A quantidade de sal na batata palha pode variar até 14 vezes, já nos salgadinhos de milho, essa diferença chega a 12,5.
O macarrão instantâneo com tempero chamou atenção pela grande quantidade de sódio encontrada. "Em algumas amostras ficou constatado que, ao comer uma única porção desse alimento, a pessoa está ingerindo 167% do sódio recomendado para ser consumido durante todo dia", explica a diretora da Anvisa Maria Cecília Brito.O macarrão instantâneo e seus temperos, além da grande quantidade de sódio, apresentam ainda oscilação desses teores de 7,5 vezes na quantidade de sódio nos macarrões instantâneos e de 7,2 nos temperos.Para a diretora da Anvisa, a diferença nos teores de sódio comprova que é possível a indústria produzir alimentos mais saudáveis. "Vamos encaminhar essa pesquisa para o Ministério da Saúde, para que seja pactuado entre Governo Federal e as indústrias de alimentos uma redução das quantidades de gorduras, açúcar e sal nos alimentos processados", afirma a diretora da Anvisa.

Bebidas

A pesquisa detectou também que os níveis de sódio dos refrigerantes de baixa caloria, tanto à base de cola quanto à base de guaraná, apresentam maiores valores de sódio em relação aos refrigerantes comuns. Nos refrigerantes de cola, a média encontrada foi de 54mg/l, enquanto nos refrigerantes de cola de baixa caloria essa média foi de 97mg/l.

Já nos refrigerantes de guaraná, os valores médios de sódio encontrados no produto convencional e no de baixa caloria foram 81 mg/l e 147 mg/l respectivamente.
“Esses valores mais altos podem ser explicados pelo uso de aditivos, como o ciclamato de sódio, nos produtos de baixa caloria. Entretanto, é preciso considerar que existem limites estabelecidos e que a quantidade utilizada dessas substâncias não representa um risco para a saúde”, pondera Brito.

Açúcar

No caso dos sucos, bebidas com concentração de polpa da fruta entre 30 e 50%, o estudo indicou menor quantidade de açúcar nas amostras de suco de manga (9,8g/100ml) e maior quantidade no suco de uva (14,5 g/100 ml).
Já para os néctares, bebidas com concentração de poupa de fruta entre 20 e 30%, os menores índices de açúcares totais foram encontrados nos sabores de laranja, maçã e pêssego com uma média em torno de 11g/100ml. Os de uva são os campeões em teores de açúcares totais com índices que chegam à 14g/100ml.

Gorduras

Entre as batatas fritas, 17 das 28 marcas analisadas estavam com teores de gordura saturada acima da média. Nas batatas palhas, 55% das marcas analisadas estavam com teores de gorduras saturadas com valores superiores à média. Nos salgadinhos de milho, o maior valor encontrado de gordura saturada (2,6g/25g) foi dez vezes maior que o valor mínimo (0,25g/25g).
Nos biscoitos, o que apresentou os maiores teores de gorduras, tanto saturadas quanto trans, foram os de polvilho. “Com essas informações em mãos, que apontam tanto uma variação de nutrientes dentro de uma mesma categoria de alimentos, quanto entre categorias diferentes, fica mais clara a necessidade de o consumidor observar com atenção as tabelas nutricionais nos rótulos dos alimentos e optar por alimentos mais saudáveis”, orienta a diretora da Anvisa.
Até mais.
Fonte: Anvisa, http://www.uol.com.br/

sábado, 6 de novembro de 2010

18 de novembro...

Desculpe a todos que acompanham meu BLOG, mas tirei umas férias e só voltarei a postar após o dia 18 de novembro porém com muitas novidades.

DR. GUSTAVO PADRON LAHAN.

sábado, 30 de outubro de 2010

Larvas e gafanhotos...

video

Comer salgadinhos, frituras, doces e refrigerantes nas escolas devem ser desencorajados pelos pais para seus filhos que querem perder peso ou que estão com algum problema metabólico, mas dar aos filhos larvas e gafanhotos, aí é demais

Veja o vídeo de uma escola americana.


Até mais.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Dengue... Vai começar tudo de novo...


Verão chegando, tempo quente, chuvas no final da tarde, clima propício para a DENGUE. Então deixarei um breve resumo sobre essa doença epidêmica do nosso país.
A dengue é uma doença infecciosa febril causada por um vírus da família FLAVIVIRIDAE e transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, quando este está presente no mosquito, portanto não são todos os mosquitos que estão infectados e que causarão a doença.
Existem 4 subtipos do vírus: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4.
Os sintomas são inespecíficos podendo ocorrer em outras doenças, mas deve-se suspeitar quando ocorre:
  • Febre.
  • Dor de cabeça.
  • Dor atrás dos olhos.
  • Dores articulares e musculares.
  • Enjoos, vômitos, dor abdominal.
  • Cansaço.
  • e alguns outros...
O diagnóstico é puramente CLÍNICO, deixando os exames de laboratório, principalmente o HEMOGRAMA para controle de gravidade e seguimento da doença. Salvo em alguns casos, nas primeiras horas da febre dificilmente veremos alterações nos exames, sendo mais frequentes após as primeiras 24horas da doença. As alterações significativas são: diminuição no número de plaquetas (plaquetopenia), aumento do hematócrito (hemoconcentração), e diminuição do número de leucócitos (leucopenia).
A sorologias IgG e IgM para Dengue são positivas principalmente após 7 dias da doença, sendo incomum sua positividade antes deste período. O antígeno NS1 é um bom marcador nos primeiros 3-4dias da doença, mas infelizmente não são todos os laboratórios que faz esse teste e na maioria das vezes os planos de saúde não autorizam sua coleta tendo que ser feito particularmente.

O tratamento é de suporte, devendo fazer REPOUSO, HIDRATAÇÃO, e usar ANALGÉSICOS (Dipirona ou Paracetamol) para tratamento das dores e febre.
É contra-indicado o uso de anti-inflamatórios e o AAS(ácido acetilsalicílico).
E lembre-se, você que infelizmente tem diagnóstico ou suspeita de ter contraído a dengue, tendo sido avaliado por seu médico, só saia de casa se for extremamente necessário, mesmo se sentindo muito bem pois como o vírus está em sua circulação, outros mosquitos que não são portadores do vírus podem usar seu sangue contaminado, após ser picado, para contaminar outras pessoas.
Até mais.




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...