sábado, 30 de outubro de 2010

Larvas e gafanhotos...

Comer salgadinhos, frituras, doces e refrigerantes nas escolas devem ser desencorajados pelos pais para seus filhos que querem perder peso ou que estão com algum problema metabólico, mas dar aos filhos larvas e gafanhotos, aí é demais

Veja o vídeo de uma escola americana.


Até mais.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Dengue... Vai começar tudo de novo...


Verão chegando, tempo quente, chuvas no final da tarde, clima propício para a DENGUE. Então deixarei um breve resumo sobre essa doença epidêmica do nosso país.
A dengue é uma doença infecciosa febril causada por um vírus da família FLAVIVIRIDAE e transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, quando este está presente no mosquito, portanto não são todos os mosquitos que estão infectados e que causarão a doença.
Existem 4 subtipos do vírus: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4.
Os sintomas são inespecíficos podendo ocorrer em outras doenças, mas deve-se suspeitar quando ocorre:
  • Febre.
  • Dor de cabeça.
  • Dor atrás dos olhos.
  • Dores articulares e musculares.
  • Enjoos, vômitos, dor abdominal.
  • Cansaço.
  • e alguns outros...
O diagnóstico é puramente CLÍNICO, deixando os exames de laboratório, principalmente o HEMOGRAMA para controle de gravidade e seguimento da doença. Salvo em alguns casos, nas primeiras horas da febre dificilmente veremos alterações nos exames, sendo mais frequentes após as primeiras 24horas da doença. As alterações significativas são: diminuição no número de plaquetas (plaquetopenia), aumento do hematócrito (hemoconcentração), e diminuição do número de leucócitos (leucopenia).
A sorologias IgG e IgM para Dengue são positivas principalmente após 7 dias da doença, sendo incomum sua positividade antes deste período. O antígeno NS1 é um bom marcador nos primeiros 3-4dias da doença, mas infelizmente não são todos os laboratórios que faz esse teste e na maioria das vezes os planos de saúde não autorizam sua coleta tendo que ser feito particularmente.

O tratamento é de suporte, devendo fazer REPOUSO, HIDRATAÇÃO, e usar ANALGÉSICOS (Dipirona ou Paracetamol) para tratamento das dores e febre.
É contra-indicado o uso de anti-inflamatórios e o AAS(ácido acetilsalicílico).
E lembre-se, você que infelizmente tem diagnóstico ou suspeita de ter contraído a dengue, tendo sido avaliado por seu médico, só saia de casa se for extremamente necessário, mesmo se sentindo muito bem pois como o vírus está em sua circulação, outros mosquitos que não são portadores do vírus podem usar seu sangue contaminado, após ser picado, para contaminar outras pessoas.
Até mais.




quinta-feira, 28 de outubro de 2010

AMILASE...


A AMILASE é um grupo de enzimas (hidrolases) do pâncreas exócrino.
As crianças de até 2 anos, praticamente não apresentam amilase pancreática, sendo toda ela constituída nas glândulas salivares.
Causas de aumento da amilase:
- Causas pancreáticas:
  • Pancreatite aguda.
  • Pseudocisto pancreático.
  • Ascite pancreática.
  • Abscesso pancreático.
  • Neoplasias pancreáticas.
  • Trauma pancreático.
  • Litíase Biliar ou coledocolitíase.

- Causas não pancreáticas:

  • Lesões inflamatórias das Glândulas salivares (CAXUMBA).
  • Úlcera péptica perfurada.
  • Infarto Enteromesentérico.
  • Obstrução intestinal.
  • Doença Biliar.
  • Aneurisma de aorta.
  • Peritonite.
  • Apendicite aguda.
  • Trauma cerebral.
  • Queimaduras.
  • Choques traumáticos.
  • Pós-operatórios.
  • Cetoacidose diabética.
  • Carcinomas extrapancreáticos (esôfago, pulmão, ovários, ...).
  • Medicações.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Antibióticos x Receita médica...

Novas regras para venda de antibióticos serão publicadas até quinta-feira no Diário Oficial da União.
Em 30 dias as farmácias terão que reter a receita médica quando for prescritos medicamentos em que tenham a tarja vermelha, que tem a seguinte frase: "Venda sob prescrição médica".
Com isso esperamos acabar com a venda indiscriminada e sem ser avaliada por um profissional competente.

Até mais.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

KPC...


KPC: Klebsiella pneumoniae carbapenemase.
- A enzima produzida por essa bactéria (CARBAPENEMASE) resulta em resistência a vários antibióticos, dentre eles: as penicilinas, cefalosporinas e carbapenêmicos e aztreonam. Por isso é difícil seu tratamento, podendo serem sensíveis apenas a antibióticos como a TIGECICLINA e COLISTINA, que tem enormes efeitos colaterais.
- Existem alguns fatores de risco, como: pacientes internados e recebendo vários antibióticos por muito tempo e permanência prolongadas em UTI.
O uso indevido de antibióticos seja por diagnósticos incoretos ou devido principalmente a auto-medicação pode também ajudar no aparecimento dessas superbactérias. Isso coincide com uma lei que tramita no congresso, em que torna obrigatória a retenção da receita prescrita de antibiótico por um médico.
Até mais.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Antibióticos...

O que vocês acham sobre essa nova enquete que está em discussão no plenário a respeito de receita carbonada para compra de antibiótico?

Os antibióticos são medicações em tarja VERMELHA, ou seja necessita da apresentação da receita médica para sua compra, mas infelizmente essa lei não é fiscalizada corretamente e o uso abusivo da medicação leva a se pensar em mudar a lei, obrigando a retenção de uma via da receita.

Esta correto isso?

Comentem.

Até mais.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

DIA DO MÉDICO...

PARABÉNS A TODOS AQUELES QUE CUIDAM DO BEM DE MAIOR VALOR NESTE MUNDO: A VIDA.

18 DE OUTUBRO, DIA DO MÉDICO.

Até mais.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Dia dos Professores...

Hoje, 15 de outubro comemora-se o dia do PROFESSOR.

A todos os professores, desejo os parabéns e o muito obrigado pelos ensinamentos.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Sono x Obesidade...

POUCAS HORAS DE SONO É RUIM PARA ADOLECENTES, EM RELAÇÂO AO SEUS HÁBITOS ALIMENTARES

Adolescentes que dormem menos de oito horas por noite em dias de semana tendem a comer mais comidas e lanches gordurosos do que aqueles que dormem mais de oito horas, dizem pesquisadores americanos.

Eles disseram que dormir pouco pode resultar em mudanças crônicas na dieta que podem aumentar o risco de obesidade, especialmente em meninas.
Estudos prévios mostraram que pouco sono pode levar a ganho de peso, mas os novos achados mostram de onde vêm as calorias extras.
Os adolescentes que dormiram menos de oito horas em dias de semana consumiram 2,2% mais calorias de gorduras e 3,0% menos calorias de carboidratos do que adolescentes que dormiam oito horas ou mais.


"A demonstração de padrões de dieta cronicamente alterados em adolescentes com sono encurtado dá um insight no porquê de o sono encurtado ter sido associado com obesidade em estudos experimentais e observacionais prévios," disse a Dra. Susan Redline do Brigham and Women's Hospital e Beth Israel Deaconess Medical Center em Boston, cujo estudo foi publicado online na Sleep.

A Dra. Redline e colaboradores estudaram 240 adolescentes com idades entre 16 e 19 anos que faziam parte de um estudo sobre o sono. O sono deles era monitorado em casa através de uma pulseira e a ingestão de comida foi medida com entrevistas realizadas por um estafe treinado.
"O aumento relativo no consumo de gordura entre aqueles que dormem menos que 2,2% por dia cronicamente pode contribuir para aumentos cumulativos no consumo de energia que poderia aumentar o risco para obesidade e doença cardiovascular,” disse o Dr. Redline em uma declaração.


Mas o risco pode ser facilmente revertido.
O time encontrou que cada hora de sono adicionada diminuía as chances de ingestão de grandes quantidades de calorias de lanches em uma média de 21%.
Curiosamente, quando eles olharam sexo, eles encontraram que os resultados eram significantes em meninas, mas não em meninos.


Enquanto ainda não está claro o porquê, o time disse que pode ser que as adolescentes têm mais chances de se voltarem para a comida por razões emocionais, mas que precisa ser estudado.
Apenas 34% dos adolescentes no estudo dormiram por uma média de oito horas ou mais. De acordo com a American Academy of Sleep Medicine, adolescentes necessitam de ao menos 9 horas de sono para se sentirem alertas e descansadas.


Até mais.

Fonte: MedCenter.com

Sarampo (Erradicado?)...

Brasil cumpre última etapa para certificação de país livre do sarampo

Uma das mais antigas do continente, a doença teve sua última transmissão sustentada no território brasileiro em 2000.
Cobertura vacinal é superior a 95%.O Brasil é o primeiro país das Américas a entregar seu relatório para a certificação de eliminação do sarampo, além de apontar os avanços na interrupção da transmissão do vírus da rubéola e SRC (Sindrome da Rubéola Congênita). A solicitação e entrega do documento para a declaração de país livre da doença foi realizada pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão, durante a 50ª Reunião do Conselho Diretor da OPAS (Organização Pan-Americana de Saúde) em Washington, Estados Unidos. Uma das mais antigas doenças do continente, o sarampo teve sua última transmissão sustentada dentro do território brasileiro em 2000.

“O relatório para a certificação é o resultado de um esforço de inúmeros profissionais de saúde e mobilização da população para superar esse desafio”, disse o ministro. Por meio do Programa Nacional de Imunização e campanhas nacionais, a cobertura vacinal vem mantendo taxas acima de 95% de imunização das faixas etárias alvo contra a rubéola e o sarampo. Para assegurar a sustentabilidade desta conquista o Brasil conta com um sistema de vigilância efetivo para notificar e acompanhar essas doenças, além de identificar os casos importados de países que ainda mantem transmissão ativa, evitando assim a sua reintrodução.

O Brasil realizou, em 2008, a maior campanha de vacinação contra a rubéola e Sindrome de Rubéola Congênita do mundo, ao imunizar 68 milhões de pessoas. A Campanha Nacional de Vacinação contra a Rubéola ocorreu entre agosto e dezembro, alcançando cobertura vacinal acima de 95% nos grupos etários prioritários. Em função desse resultado, a expectativa é que o último caso da doença, remanescente de surtos, e de SRC devem ficar restritos até dezembro de 2009. Em 2008, foram registrados 2.201 casos de rubéola. No mes de dezembro desse ano foram registrados os últimos casos confirmados em dois estados: São Paulo e Pernambuco.

A vacina contra o sarampo passou a ser utilizada no Brasil em meados da década de 1960, embora sem um plano de continuidade. A doença, introduzida pelos colonizadores na descoberta das Américas, era epidêmica e responsável por elevada mortalidade de crianças, em associação com a desnutrição. Entre 1969 e 1971 era a principal causa de mortalidade em crianças entre um e quatro anos de idade na América Latina, segundo estudo conduzido pela OPAS. Na década de 70, no Brasil, a letalidade era de 5% do infectados. A partir dos anos 90, a estratégia de vacinação ganhou reforço, alcançando coberturas acima de 95% na última década, com a adoção em todo o país da vacina triplice viral para crianças de um ano.

O último caso autóctone de sarampo, relacionado a transmissão sustentada dentro do país, foi confirmado em 2000, no estado do Mato Grosso do Sul. Entre 2001 e 2009, houve confirmação de 67 casos de sarampo, todos relacionados a casos importados de outros países.
O diretor de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, Eduardo Hage, explica que os recentes eventos de casos de sarampo no país também estão relacionados a casos importados. “Hoje, o aumento da sensibilidade e agilidade da vigilância epidemiológica, assim como o avanço tecnológico no diagnóstico laboratorial permitem detectar rapidamente esses eventos e identificar as características do vírus encontrado em cada amostra, indicando assim sua procedência”, disse. Neste ano, foram confirmados até o momento tres eventos relacionados a casos importados África do Sul e Europa.

Entre 1998 e 2009, o número de casos confirmados de sarampo nas Américas diminuiu em 99%, passando de 135,9 mil para 11 casos, em 2009. Em 2010 outros países das Américas, como Estados Unidos, Canadá e Argentina, também apresentaram eventos relacionados a casos importados de países fora da região.
Eduardo Hage destaca ainda para que a eliminação do sarampo seja mantida no Brasil e nas Américas, é fundamental que seja assumido um compromisso da erradicação global desta doença ainda nesta década. "Em especial devemos aproveitar esta oportunidade, utiizando as mesmas estratégias para também eliminar a rubéola e a sindrome da ruboela congênita. Esta é a mensagem que levaremos na reunião com todos os paises das Américas no Conselho Diretor da OPAS."
Até mais.
Fonte: Ministério da Saúde.

Cuidado com o estômago...

Olha só a "mistureba" comum no dia dia e principalmente nos cinemas acompanhado de pipoca.

Pense e reflita no que poderá ocorrer em seu estômago e de seus filhos.

Até mais.

Fonte: Youtube.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Vacinas nos prematuros...

Até mais.
Fonte: SBim

Células embrionárias...

Paciente dos EUA é o primeiro a ser tratado com células de embriões

Seg, 11 de Outubro de 2010 15:34

Médicos começaram a tratar o primeiro paciente nos Estados Unidos a receber células-tronco embrionárias, mas os detalhes sobre o teste clínico inovador estão sendo mantidos em sigilo, disse nesta segunda-feira a companhia de biotecnologia Geron Corp.

A Geron possui a primeira licença da Administração de Alimentos e Drogas dos EUA para o uso das células controversas no tratamento de pacientes com lesões recentes na medula espinhal.

"O paciente foi cadastrado no Shepherd Center, hospital com 132 leitos e centro de pesquisas clínicas sobre reabilitação de lesões cerebrais e da medula espinhal, situado em Atlanta, Geórgia", disse a Geron em comunicado à imprensa.

"O Shepherd Center é um dos sete centros potenciais nos EUA que poderão cadastrar pacientes no teste clínico." A Universidade Northwestern, em Chicago, também está pronta para cadastrar pacientes.

As células-tronco usadas pela Geron vêm de embriões humanos excedentes de tratamentos de fertilidade. Foram manipuladas para se tornarem precursoras de determinados tipos de células nervosas.

A esperança é que as células-tronco se desloquem até o local de uma lesão medular recente e liberem compostos que ajudem os nervos lesionados da medula a se regenerarem.

O teste de fase 1 não terá por objetivo curar pacientes, mas determinar se as células são seguras para uso. Pelas diretrizes definidas para o teste, os pacientes devem apresentar lesões muito recentes.

A Geron disse que o Shepherd Center vai manter em sigilo as informações sobre o pacientes.
"Quando começamos a trabalhar com células-tronco embriônicas humanas, em 1999, muitos previram que várias décadas se passariam antes de a terapia celular ser aprovada para testes clínicos com humanos", disse em comunicado o presidente e executivo-chefe da Geron, Thomas Okarma.
Como a Geron fez todo seu trabalho com verbas próprias, ela não é sujeita às limitações impostas ao financiamento federal de pesquisas com células-tronco embriônicas humanas.

O governo dos EUA está atualmente envolvido em uma disputa legal em torno das células-tronco. Semanas depois de tomar posse, em 2009, o presidente Barack Obama emitiu uma ordem executiva reduzindo as restrições ao financiamento federal das pesquisas com células-tronco embriônicas humanas.

Os adversários do uso das células-tronco dizem que é errado utilizar um embrião humano para produzir as células, e dois pesquisadores processaram os Institutos Nacionais de Saúde. Uma corte federal de apelações decidiu continuar a autorizar o financiamento federal dos estudos até que a ação seja julgada.

Das Agências Internacionais.
Até mais.

Dia Mundial do Diabetes...

Amanhã, dia 14 de novembro é o dia mundial do Diabetes.

De acordo com a federação internacional de Diabetes, já existem 285 milhões de pessoas com diabetes no mundo. No Brasil, são 10 milhões de brasileiros com diabetes e cerca de 500 novos casos diagnosticados por dia.

Até mais.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Imunodeficiências Primárias...


Quais são os 10 sinais de alerta para investigar IMUNODEFICIÊNCIA PRIMÁRIA na criança?
  1. Duas ou mais pneumonias no último ano.
  2. Oito ou mais otites no último ano.
  3. Estomatites de repetição ou monilíase por mais de 2 meses.
  4. Abcesos de repetição ou ectima.
  5. Um episódio de infecção sistêmica grave (meningite, osteoartrite, septicemia).
  6. Infecções intestinais de repetição / diarréia crônica.
  7. Asma grave, doença do colágeno ou doença auto-imune.
  8. Efeito adverso ao BCG e/ou infecção por micobactéria.
  9. Fenótipo clínico sugestivo de síndrome associada à imunodefici~encia.
  10. História clínica de imunodeficiência.

Até mais.

Fonte: Adaptado da Fundação Jeffrey Modell e Cruz vermelha Americana.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Fagocitose...

Assista aqui um vídeo animado esplicando como funciona nosso sistema de defesas contra vírus. É muito legal e informativo.

Até mais.

Doenças de Notificação Compulsória em SP...

Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

Lista Estadual de Doenças de Notificação Compulsória

Casos suspeitos ou confirmados das doenças a seguir:

Acidentes por Animal Peçonhento
Botulismo (*)
Carbúnculo ou “antrax” (*)
Cólera (*)
Coqueluche
Dengue
Difteria (*)
Doença de Chagas (casos agudos) (*)
Doença de Creutzfeldt-Jacob e outras Doenças Priônicas
Doença Meningocócica (*) / Meningite por Haemophilus
Influenzae (*) / Outras Meningites
Esquistossomose (**)
Eventos adversos pós-vacinação (***)
Febre Amarela (*)
Febre do Nilo Ocidental(*)
Febre Maculosa
Febre Tifóide (*)
Hanseníase (**)
Hantavirose (*)
Hepatites virais
Hipertemia Maligna (*)
Influenza Humana (****)
Infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) em gestantes e crianças expostas
ao risco de transmissão vertical
Intoxicação por Agrotóxicos
Leishmaniose Tegumentar Americana
Leishmaniose Visceral
Leptospirose
Malária
Peste (*)
Poliomielite (*) / Paralisia flácida aguda (*)
Raiva Humana (*)
Rubéola
Sarampo (*)
Sífilis Congênita
Sífilis em Gestante
Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) (**)
Síndrome da Rubéola Congênita
Síndrome Febril Ictero-hemorrágica Aguda (*)
Síndrome Respiratória Aguda Grave (*)
Tétano Acidental
Tétano neonatal (*)
Tracoma (**)
Tularemia (*)
Tuberculose (**)
Varíola (*)
Agravos inusitados

Observação:
(*) - Notificação imediata
(**) - Notificar apenas casos confirmados
(***) - Aguardar nota da Imunização
(****) - Influenza Humana - surtos ou agregação de casos ou agregação de óbitos ou
resultados laboratoriais que devem ser notificados pelos Laboratórios de Referência
Nacional ou Regional.

Se seu médico diagnósticar qualquer destas doenças, deve-se fazer a notificação para controle de novos casos.

Até mais.

domingo, 10 de outubro de 2010

Catapora... Surto em SP e MG ...


Os atuais surtos de varicela, popularmente conhecida como catapora, nos Estados de São Paulo e Minas Gerais, onde respectivamente 13 mil e 10 mil pessoas foram infectadas somente neste ano, aumentaram a procura pela vacina e por mais informações sobre a doença. Tanto que as doses para imunização estão em falta nos dois Estados.

A catapora é uma doença benigna (que evolui para a cura) na grande maioria dos casos. E é exatamente por essa característica que as pessoas se esquecem de que o cuidado é necessário, pois o vírus é altamente contagioso.

O que é a varicela?

A varicela ou catapora é uma doença infectocontagiosa provocada pelo vírus VVZ (vírus varicela zoster), da família dos chamados herpesvírus. Sua incidência predomina dos cinco aos nove anos de idade, mas pode acometer também crianças mais novas e adultos – sendo que nestes casos pode provocar mais complicações. Tem um período de incubação de mais ou menos 14 dias (período que vai do primeiro contato com o vírus até o aparecimento dos primeiros sintomas).

Como ocorre o contágio?
A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, por meio do contato direto com as lesões (feridas) na pele ou com as secreções respiratórias do doente. De forma mais rara, a transmissão pode ocorrer também pelo contato com objetos contaminados com as secreções de pessoas infectadas.
Quais são os principais sintomas?
A febre costuma ser a primeira manifestação da doença, antes do aparecimento das lesões, que começam como pontos avermelhados espalhados pelo corpo. Depois, elas evoluem para bolhas e, por fim, feridas com casca. As lesões aparecem frequentemente no rosto, couro cabeludo, mucosas (narinas e genitais) e causam desconforto e dor.
As crianças são as principais vítimas?
A maior parte dos casos registrados de catapora atinge crianças na faixa etária de três a cinco anos, podendo chegar à idade escolar. Na grande maioria dos casos, a catapora é benigna na infância e não provoca grandes complicações de saúde. A exceção ocorre quando há problemas de imunidade, como em pessoas que passam por tratamentos contra câncer ou são portadoras do vírus HIV. O ideal é evitar a infecção, por meio da vacina.

A catapora em adultos é mais perigosa?

De maneira geral, adolescentes e adultos que contraem a doença têm quadros com mais sintomas, ou seja, apresentam mais lesões (feridas) e febre mais duradoura. Isso porque o sistema imunológico (responsável pelo combate a infecções), que é mais rigoroso do que o de uma criança, reage de maneira mais agressiva ao vírus.

É indicado juntar uma criança sadia a outra com catapora para “pegar mais rápido” a doença?

Não. O ideal é vacinar a criança que nunca teve a doença e entrou em contato com a pessoa infectada. Se a pessoa que entrou em contato com alguém infectado tomar a vacina em cinco dias, estará imunizada. Isso evita que a criança pegue a doença e adquira formas mais graves, caso tenha algum problema na imunidade.
A contaminação é mais comum na primavera?

No Brasil não existe a obrigatoriedade de notificar todos os casos de catapora. Por isso, não há estimativas precisas. Classicamente, mais casos de catapora aparecem entre o fim do verão e início da primavera, período no qual o vírus encontra mais condições de se disseminar.
Como tratar?

O tratamento específico para catapora é indicado somente para pessoas com baixa imunidade. Elas recebem medicação de acordo com cada caso. Na maioria dos casos, em especial entre as crianças, basta tratar os sintomas, ou seja, dar remédios para a febre e dor e evitar que a criança coce muito as feridas.

A vacina está disponível no Sistema Único de Saúde?
A vacina está de fora do calendário de vacinação do governo e não é oferecida no SUS (Sistema Único de Saúde) para toda a população, com exceção dos CRIEs (Centros de Referências para Imunobiológicos Especiais), que trata portadores de deficiência imunológicas, onde as doses estão disponíveis de graça. Mas, segundo o manual da Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, a vacina também é indicada quando ao menos um caso é notificado em locais como creches e hospitais. Depois da confirmação, profissionais de saúde e crianças na faixa etária de nove meses e seis anos devem ser vacinados.
Quem deve tomar a vacina?

A vacina é indicada para os seguintes grupos de risco: profissionais que trabalham em hospitais e creches em que os pacientes possam pegar a doença e pacientes com imunidade comprometida, como portadores de HIV.

Onde posso comprar a vacina, caso eu não pertença a um grupo de risco?
É possível pagar para tomar a vacina na rede privada. A dose custa, em média, R$ 100, sendo necessário tomar ao menos duas. A dose dupla tem o objetivo de reforçar a imunidade contra o vírus, o que evita contrair formas mais graves da doença. A vacina, produzida a partir do vírus varicela zoster atenuado, é considerada eficaz, com 97% de proteção contra o vírus.
Até mais.



sábado, 9 de outubro de 2010

Rinite...

Muitos remédios são usados no combate aos sintomas da rinite. Porém medidas de controle ambiental não devem ser deixadas de lado, pois são fundamentais para o sucesso terapêuticos, dente elas:
  1. retirada de animais domésticos.
  2. cobertura de colchões e travesseiros com material plástico lavável.
  3. lavagem de roupas de cama com água quente.
  4. limpeza de superfícies (chão, móveis) diariamente.
  5. abstenção de objetos que retenham poeira (ex. animais de pelúcia).
  6. fumaça de cigarro.
  7. perfumes.

Até mais.

Puberdade Precoce - Vídeo...

Até mais

Puberdade precoce (MEDICAÇÔES)...

Existem algumas opções para tratamento da puberdade precoce central, todas elas são GnRH agonistas:
  • BUSERELIN(acetato):
- Suprefact depot.
- Aventis Pharma.
- seringa de 6,3mg
  • GOSERELINA:
- Zoladex.
- AstraZeneca.
- Seringa de 3,6mg e 10,8mg.
  • LEUPROLIDE(acetato):
- Lupron - Abbott - 1amp=2,8mL SC, diário.
- Lupron Depot - Abbott - 3,75, 7,5mg, 11,25mg, 22,5mg.
- Lectrum - Novartis - 3,75, 7,5mg.
  • LEUPRORRELINA(acetato):
- Lorelin - Bergamo - 3,75mg, 7,5mg
  • TRIPTORELINA:
- Gonapeptyl - Ferring - 3,75mg
- Neo Decapeptyl - Ache - 3,75mg

Todas são excelentes opções.

Até mais.


terça-feira, 5 de outubro de 2010

1000 visitas...

Gostaria de agradecer a todos que visitaram e ainda visitam meu BLOG.

Foram 1000 acessos desde 10 de julho de 2010.

Mais uma vez OBRIGADO.

DR. GUSTAVO PADRON LAHAN

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Avandia - PROIBIDO...

Notícia publicada pela ANVISA...
A Gerência de Farmacovigilância da Anvisa informa que foi publicada, na data de hoje, a Resolução nº 4.466 de 28/09/2010, que trata sobre o cancelamento do registro do medicamento Avandia® (rosiglitazona), em todas suas apresentações farmacêuticas e associações, por considerar que os riscos superam os benefícios.
Até mais.

Prazos para os planos de saúde...


Prazos máximos para atendimento em planos de saúde

30/09/10

Quanto tempo o beneficiário de plano de saúde leva para conseguir agendar consultas, exames e cirurgias? Esse tempo é razoável? A fim de conhecer essas respostas e definir prazos máximos para atendimento ao usuário de plano de saúde, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) realizou uma pesquisa sobre o prazo médio de assistência junto às operadoras médico-hospitalares com ou sem odontologia. Os resultados, divulgados na manhã de 30 de setembro, durante a realização do Encontro ANS – Edição São Paulo, subsidiaram as regras definidas pela ANS, que estarão em norma a ser publicada nos próximos dias.

A participação na pesquisa foi voluntária e realizada através de dois questionários disponibilizados no sítio eletrônico da Agência entre os dias 21 de junho e 5 de julho de 2010. Um dos questionários tratava do prazo de realização praticado e o outro do prazo considerado razoável.

Do número total de 1.162 operadoras que receberam o ofício sobre a pesquisa, 840 participaram, o que significa 72,3% do total. Dessas 415 responderam ao questionário do prazo praticado e 425 ao questionário do prazo considerado razoável. As operadoras que responderam a pesquisa atendem a pouco mais de 42 milhões de beneficiários, 89% do total existente no País.
Os procedimentos selecionados para a pesquisa foram os seguintes:
  • consultas em clínicas básicas (clínica médica, clínica cirúrgica, ginecologia e obstetrícia, pediatria, ortopedia e traumatologia);
  • consultas em outras especialidades;
  • exames básicos (hemograma, glicose, uréia, creatinina, eletrólitos, radiografias e ultrassonografias simples);
  • exames de maior complexidade;
  • cirurgias eletivas sem implantes;
  • cirurgias eletivas com implantes (órteses, próteses e materiais especiais)


Prazos máximos definidos pela ANSOs prazos máximos definidos pela Agência constarão de Instrução Normativa e referem-se a uma expectativa de atendimento que, caso não seja correspondida, pode caracterizar a existência de problemas assistenciais nas operadoras.
Os tempos máximos para atendimento são:

  • Consulta básica (pediatria, clínica médica, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia, cardiologia e ortopedia e traumatologia)
    7 dias
  • Consulta nas demais especialidades médicas
    14 dias
  • Consulta de Fonoaudiologia
    10 dias
  • Consulta de Nutrição
    10 dias
  • Consulta de Psicologia
    10 dias
  • Sessão de Terapia ocupacional
    10 dias
  • Sessão de Fisioterapia
    10 dias
  • Serviços de diagnóstico por laboratório clínico
    3 dias
  • Serviços de diagnóstico por imagem
    10 dias
  • Procedimentos de alta complexidade
    21 dias
  • Internações eletivas
    21 dias
  • Urgência e Emergência 24h
    imediato
  • Consulta de Odontologia
    7 dias

O que vocês acham disso? Lembrem que isso não obriga o seu médico de atender em 7 dias, devido as vezes ao grande volume de pacientes que o procura, seja particulares, seja por vários convênios. A lei vai ser para os convênios credenciarem mais especialistas e com isso facilitar o acesso do usuário do convênio, a determinado tipo de consulta.

Até mais.

Fonte: ANS

domingo, 3 de outubro de 2010

Deficiência de Ácido Fólico em crianças...


Folato existe em várias formas químicas diferentes. O ácido fólico (ácido pteroylglutamic) é a forma sintética usada em alimentos fortificados e suplementos. Coenzimas estão envolvidos em uma variedade de reações, incluindo a síntese de ácido desoxirribonucléico e purina, interconversão entre os aminoácidos, e a conversão da homocisteína em metionina. Por causa de seu papel na síntese protéica, o risco de deficiência é maior durante os períodos de rápido crescimento ou metabolismo celular aumentou.

Níveis prejudicados de folato podem estar associados com o tratamento farmacológico a longo prazo de diversas doenças não-neoplásicas, incluindo o uso de doses elevadas de fármacos anti-inflamatórios, a difenilhidantoína e fenobarbital anticonvulsivantes e metotrexato utilizadas no tratamento da artrite reumatóide, psoríase, asma, doença inflamatória intestinal.

A deficiência de folato pode resultar da ingestão de nutrientes pobres ou mal preparados; má absorção (malabsorção hereditária de folato, a doença celíaca, doença inflamatória intestinal, alcoolismo), doenças com uma elevada taxa de turnover celular (anemia falciforme, psoríase), erros inatos do metabolismo do folato ( metileno tetrahidrofolato redutase, metionina sintase redutase, deficiências formiminotransferase glutamato), ou auto-anticorpos contra o receptor de folato cerebral no plexo coróide.

Anemia

Anemia devido à diminuição da ingestão de folato geralmente se manifesta em condições clínicas, que têm maiores exigências de vitaminas (a gravidez por exemplo, o crescimento na infância, hemólise crônica). A anemia é macrocítica (volume corpuscular médio> 100 fL). Variações na RDW forma e tamanho são comuns. A contagem de reticulócitos é baixa, e células nucleadas demonstrando morfologia megaloblástica, muitas vezes são vistos no sangue. Neutropenia e trombocitopenia raramente podem estar presentes, particularmente em doentes com pé-e graves deficiências de comprimento. Os neutrófilos são grandes, algumas com núcleos hypersegmented. A medula óssea é hipercelular por causa de hiperplasia eritróide, e alterações megaloblásticas são proeminentes.Grande, formas anormais neutrofílico (metamielócitos gigantes), com vacuolização citoplasmática também são vistos.

Malabsorção hereditária de folato apresenta dentro de 1-3 meses de idade com diarréia crônica ou recorrente, ulcerações orais, deterioração neurológica e anemia megaloblástica. Desenvolvimento neurológico é pobre, uma vez manifestações do sistema nervoso central estão presentes. Tratamento da malabsorção hereditária de folato pode ser possível com ácido folínico por via intramuscular, alguns pacientes podem responder a altas doses de ácido folínico terapia. Deficiência de folato apresenta dentro de 4-6 meses de idade com irritabilidade, microcefalia, atraso no desenvolvimento, ataxia cerebelar, coreoatetose, ballismus e convulsões. Posteriormente, a cegueira devido à atrofia óptica se desenvolve. Soro e células vermelhas do sangue metiltetrahidrofolato cinco níveis são normais, mas muito baixa no LCR. A alta afinidade de bloqueio de auto-anticorpos contra o limite de folato receptores de membrana no plexo coróide pode ser a causa da deficiência de folato cerebral infantil.

O tratamento com ácido folínico oral corrige os níveis de folato e melhora as manifestações clínicas.
Até mais.

Diabetes x Exercícios Físicos...

Deve-se fazer os controles glicêmicos, antes durante e depois do exercício físico, principalmente se for de alta intensidade.

Glicemias baixas correm risco de hipoglicemia e glicemias altas de cetoses.

Portanto, Sociedade Brsileira de Diabetes recomenda:

  • <80mg/dl: não iniciar a tividade física + ingesta de 15 gramas de carboidratos simples (barra de cereal, fruta...)
  • 80-140mg/dL: antes de iniciar: 1-2g/Kg de carboidrato simples.
  • >140 e <250mg/dl: faixa segura; repor 15-30g de carboidrato após a atividade física.
  • >300mg/dL e cetonúria - : pode iniciar a atividade física, sem reposição de carboidrato.
  • >300 e cetonúria + : adiar o início da atividade física até normalizar os níveis de cetonas e ingerir líquidos (àgua). Nâo precisa repor carboidrato.
Até mais.

Controle glicêmico ideal ...

Qual é o melhor controle glicêmico para pacientes diabéticos?

IDADE pré-refeição pós-refeição HbA1c

0-6anos 100-180 110-200 7,5-8,5%

6-12anos 90-180 100-180 <8%

13-19anos 90-130 90-150 <7,5%>

Até mais.

Fonte: American Diabetes Association (ADA).

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...