sábado, 29 de janeiro de 2011

Banana...

Segundo estudo do Food and Nutrition Research Institute (FNRI), das Filipinas, comer banana ajuda a amenizar os sintomas da depressão. A fruta tem alto teor de triptofano, um antidepressivo natural que mantém os níveis de serotonina no cérebro. A serotonina é o chamado hormônio do bem-estar.Se você luta contra problemas de peso, não precisa se preocupar. A banana não é uma fruta exageradamente calórica. Equivale a 20/30 g de carboidrat e 80/120 cal. E mais, ela é fonte das vitaminas A, C, K e B6, nutriente essencial na dieta. A carência desse composto pode provocar insônia, fraqueza e irritabilidade. Os cientistas filipinos destacam que a vitamina ajuda a regular o nível de glicose no sangue, o que também repercute no estado de ânimo das pessoas.
Até mais.
Fonte: Sport Life.

Bloquear o GLUCAGON pode curar o diabetes tipo 1...


O diabetes tipo 1 pode se transformar em uma doença assintomática, deixando o paciente livre da dependência à insulina. A potencial cura para a doença é bloquear a ação de um hormônio específico, o glucagon, segundo pesquisa do Centro Médico da Univerisdade do Sudoeste do Texas, nos Estados Unidos, publicada na edição de fevereiro do Diabetes.
A partir de experimentos com camundongos, os cientistas descobriram que a insulina se torna completamente supérflua e sua ausência não causa diabetes ou qualquer outra anormalidade quando a ação do glucagon é suprimida. O glucagon é um hormônio produzido pelo pâncreas, que impede que indivíduos fiquem com baixos níveis de açúcar no sangue. Na deficiência de insulina, em pessoas com diabetes tipo 1, no entanto, os níveis de glucagon se tornam inadequadamente altos e fazem com que o fígado libere quantidades excessivas de glicose na corrente sanguínea. Esta ação é contrária à insulina, que trabalha para remover o açúcar do sangue.
Segundo Roger Unger, líder do grupo de pesquisa, a insulina era, até então, considerada uma substância "toda-poderosa" sem a qual nenhum ser humano conseguiria sobreviver. "Este novo tratamento pode ser considerado muito próximo a uma 'cura'", diz o professor. O tratamento com a insulina tem sido a salvação para o diabetes tipo 1 (de origem genética, em que a pessoa depende da insulina para viver) em humanos desde que foi descoberto, em 1922. Mas mesmo que a insulina regule os níveis de glicose no sangue, ela não consegue restaurar a tolerância normal do organismo a essa substância. Já eliminando a ação do glucagon, a tolerância à glicose volta ao normal.

Experimentos

No estudo da Universidade do Sudoeste do Texas, os cientistas usaram camundongos geneticamente modificados para bloquear a ação do glucagon e testaram sua tolerância à glicose. O teste, que pode ser usado para diagnosticar o diabetes, diabetes gestacional e pré-diabetes, mede a capacidade do organismo de metabolizar, ou eliminar, a glicose da corrente sanguínea.
Os cientistas descobriram que os camundongos que produziam insulina normalmente, mas sem os receptores do glucagon, responderam normalmente ao teste. A mesma resposta foi percebida nos animais com as células produtoras de insulina destruídas – caracterizando diabetes. Ao mesmo tempo em que não sofreram ação da insulina ou do glucagon, não desenvolveram a doença.
"Estes resultados sugerem que, se não há glucagon, pouco importa se você tem insulina ou não", diz Unger. "Isso não significa que a insulina não seja importante. Ela é essencial para o crescimento e desenvolvimento do homem até a idade adulta. Mas nesta última fase, pelo menos no que diz respeito ao metabolismo da glicose, o papel da insulina é controlar o glucagon. E se você não tem glucagon, não precisa de insulina".
Agora, cabe aos pesquisadores encontrar uma maneira de bloquear a ação do glucagon no organismo humano. Será o fim do tratamento com insulina injetável em diabéticos tipo 1.
Até mais.
Fonte: Revista Época(28/1/11)

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Cafeína em excesso prejudica o sono...

De acordo com um estudo publicado no Journal of Pediatrics, 75% das crianças entre 5 e 12 anos de idade consomem cafeína, e isso pode estar fazendo elas ficarem acordadas durante a noite. Crianças de 5 a 7 anos consomem cerca de 52 miligramas de cafeína por dia, e crianças entre 8 e 12, cerca de 109 miligramas, o equivalente a quase três latas de 350 ml de refrigerante por dia. A nova pesquisa mostrou que quanto mais cafeína as crianças consumiam, menos elas dormiam. Entretanto, cafeína não foi associada ao fato de elas urinarem na cama. Segundo o professor de psicologia do departamento de pediatria da University of Nebraska Medical em Omaha, William J. Warzak,é necessário que os pais sejam prudentes e regulem a quantidade de cafeína que seus filhos consomem.
Os pesquisadores entrevistaram 201 pais de crianças de 5 a 12 anos. Eles relataram informações sobre a dieta diária da criança de diferentes bebidas e lanches. Também enviaram informações sobre o sono de seus filhos e se eles faziam xixi cama. Uma outra pesquisa do nefrologista pediátrico do MassGeneral Hospital for Children, em Boston, Avram Traum, analisou como a cafeína pode afetar o sono e, como beber muitorefrigerante, pode também ter um efeito sobre a obesidade e doenças associadas à obesidade, incluindo pressão arterial elevada em crianças. Para ele, não há razão para que as crianças em idade escolar precisem de cafeína.
Um copo de refrigerante em uma ocasião especial tudo bem, mas as crianças não devem ingerir cafeína em sua dieta diária.
Sono ruim afeta o desempenho escolar
Além de os refrigerantes não apresentarem valor nutricional, a noite mal dormida das crianças pode afetar o desempenho escolar delas. O débito de sono faz as crianças ficarem sonolentas na escola e não fazerem os trabalhos de casa. Crianças com idade maiores de dois anos devem beber água , além de leite com baixo teor de gordura. As bebidas muito açucaradas como refrigerantes, em geral, acabam sendo uma má escolha - e as que contêm cafeína são uma escolha ainda pior.
Sugira um copo de suco
Quando 100% naturais, os sucos são boas fontes de fibras alimentares, principalmente se não forem coados ou peneirados. A utilização integral dos componentes das frutas pode garantir o acesso a minerais e vitaminas. Mas se o seu dia a dia corrido esbarrar na dificuldade em preparar sucos a partir das frutas, o supermercado oferece boas alternativas, como sucos concentrados, sucos em caixinhas longa vida e as polpas congeladas. Mas, toda vez que sobrar um tempinho, lembre-se de preparar a bebida com as frutas in natura, ok?
Os sucos são boas fontes de fibras alimentares, principalmente se não forem coados ou peneirados. Vale lembrar que, dependendo de como são feitos, os sucos podem ser bem calóricos. As frutas são ricas em frutose, que é também é um tipo de açúcar. Tente não adoçá-los.
A dica de consumo é beber os sucos 30 minutos antes das refeições, pois isso ajuda na absorção dos nutrientes que você estará ingerindo. Além disso, é importante que os sucos naturais sejam consumidos em até 30 minutos depois de serem preparados para não perderem suas propriedades nutritivas.
Até mais.

Santos - 465 anos...



PARABÉNS SANTOS PELOS SEUS 465 ANOS. CIDADE MARAVILHOSA E FUTURO GLORIOSO COM MUITOS AVANÇOS E PROSPERIDADE.
ATÉ MAIS

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Viajar de avião com recém-nascido...

Aos futuros pais que pretendem viajar de avião, logo após o nascimento de seus filhos, sejam mais prudentes e esperem no mínimo de 1 a 2 semanas para viajar. Isso ajuda a determinar, com maior certeza, a ausência de doenças, congênitas ou não, que possam prejudicar a criança no voo.

Até mais.
Fonte: CFM.

Hérnia umbilical...

A hérnia umbilical é uma alteração muito comum nos bebês. Pode ocorrer em qualquer criança nascida, porém é mais observada em crianças negras, baixo peso, trissomia do 13 e 18 e na síndrome de Beckwith-Wiedemann.
Na maioria das vezes não há necessidade de tratamento cirúrugico porque com o crescimento a parede abdominal "fecha" a hérnia até os 2 anos. Em casos mais específicos, a cirurgia é indicada.
Até mais.

domingo, 23 de janeiro de 2011

Ação da Insulina sobre a Glicose - Vídeo...

video

Vídeo muito bom explicando o mecanismo de entrada da glicose nas células através do hormônio INSULINA, e como ocorre no paciente diabético.

Até mais.

Termômetros...



Qual é o melhor tipo de termômetro?





Pergunta frequente dos pais ansiosos com a possibilidade de seus filhos terem febre e com isso desencadear alguma coisa mais séria.
Existem vários tipos de termômetros: os que contém líquidos (por exemplo: mércúrio), os digitais, os sensoriais (ouvido), os de infra-vermelho, fitas de contato, chupeta...
O que eu recomendo "o bom e velho" TERMÔMETRO DE MÉRCÚRIO. Na minha opinião, é o mais fidedigno apesar dos outros terem certificação também. O problema é que deve-se deixar pelo menos 3 minutos na axila e também não pode a axila estar "molhada" pois a temperatura não se elevará e haverá desespero com uma "falsa" hipotermia.
Agora aqueles que apenas com o "toque" já sabem a temperatura exata da criança, que me perdoe mas não vale. Sentir a criança quente e suspeitar de febre, tudo bem. Porém chegar e falar: -Estava com quase 39ºC, doutor. E aí, pergunta-se: - Mediu? ...

Até mais.

sábado, 22 de janeiro de 2011

Tipos de Cirurgia Bariátrica...



Quais são os tipos de cirurgia bariátrica?

Existem três tipos básicos de tratamento cirúrgico:


  • Técnicas restritivas

  • Técnicas disabsortivas

  • Técnicas mistas


O que são técnicas restritivas?


São técnicas que limitam o volume de alimento sólido ingerido pelos pacientes. Esta técnica depende da colaboração do paciente no pós-operatório, pois alimentos líquidos podem continuar a ser ingeridos quase no mesmo volume que eram antes da cirurgia e se forem muito calóricos irão atrapalhar a perda de peso.
São técnicas de fácil realização, oferecem riscos mínimos para o paciente, a adaptação e a recuperação são tranquilas, no entanto, a perda de peso alcançada é menor do que com as outras técnicas.
As principais técnicas restritivas são:

  • Cerclagem dentária (em desuso)

  • Balão intragástrico: é colocado no estômago por endoscopia digestiva. Ele causa sensação de saciedade precoce, reduzindo a ingestão de alimentos. Esta técnica demanda reeducação alimentar para obter sucesso. É reconhecida como método terapêutico auxiliar para preparo pré-operatório. Após a colocação, o paciente pode apresentar náuseas e vômitos intensos, o que pode levar à retirada do balão.

  • Gastroplastia vertical restritiva de Mason: consiste em "grampear" o estômago criando um pequeno tubo que recebe o alimento. O paciente tem a sensação de plenitude gástrica, pois esta antecâmara gástrica esvazia-se lentamente. O inconveniente é que se o paciente ingerir líquidos ao invés de sólidos, poderá tomá-los em grande quantidade e se forem hipercalóricos, a perda de peso não será alcançada.

  • Banda gástrica ajustável por laparoscopia: é uma prótese de silicone que tem um balão insuflável, por dentro, parecido com um manguito do aparelho de medir pressão arterial. Quando o balão é insuflado ou desinsuflado, aperta mais ou menos o estômago de maneira que pode-se controlar o esvaziamento do alimento da parte alta para a parte baixa do órgão. O principio da operação é semelhante a operação de Mason porém é feita por laparoscopia, ou seja, sem abrir o abdome e pode ser regulada depois, a qualquer tempo, ambulatorialmente. Geralmente, obtém-se uma perda de peso em torno de 20 a 30%, mas depende da cooperação do paciente.

O que são técnicas disabsortivas?

Com elas, o paciente tem mais liberdade de comer maior quantidade de alimentos, já que não há grande diminuição do estômago. É feito um grande desvio do alimento, que vai para o intestino grosso. Há necessidade de controle mais rigoroso dos distúrbios nutricionais que essas técnicas podem causar.

Existem três técnicas disabsortivas mais conhecidas:

  • Cirugia de Payne: é um desvio intestinal grande sem mexer no estômago. Pode levar a distúrbios nutricionais muito acentuados. Por ser uma cirurgia tecnicamente simples, ela é realizada em um primeiro tempo para que o paciente perca algum peso, para depois fazer outra cirurgia definitiva. É utilizada somente com critérios rigorosos.

  • Derivação bilio-pancreática ou cirurgia de Scopinaro: consiste em retirar uma parte do estômago, fazendo com que o paciente coma um volume menor porém satisfatório, associado a um "desvio intestinal". Habitualmente a vesícula biliar é retirada neste procedimento, já que quase 90 % dos pacientes podem apresentar pedras na vesícula durante o processo de emagrecimento. Os pacientes apresentam uma perda de 40% do peso total.

  • Derivação Bilio-pancreática com Duodenal Switch ou cirurgia de Hess: é realizada uma ressecção longitudinal do estômago, preservando a sua anatomia e fisiologia básicas. Uma pequena porção do duodeno (primeira porção do intestino delgado) também é preservada, contribuindo para melhor absorção de nutrientes como proteínas, cálcio, ferro e vitamina B12. O que não acontece nas outras cirurgias para perda de peso. Vem sendo considerada uma evolução das cirurgias bariátricas. O alimento segue por um caminho, enquanto os sucos digestivos (bile e suco pancreático) seguem por outro. Encontrando-se apenas a 100cm de acabar o intestino delgado. Isto inibe a absorção de caloriase nutrientes levando ao emagrecimento. Esta perda de peso é consistente e duradoura. Estudos recentes comprovam que a qualidade de vida dos pacientes submetidos a este tipo de procedimento é mais satisfatória a longo prazo.
    Todas as cirurgias disabsortivas têm riscos e complicações a curto e a longo prazo. É muito importante discutir com um médico estas complicações e o que pode ser feito para preveni-las.

O que são técnicas mistas?


São aquelas que associam as técnicas restritivas com as disabsortivas, ou seja, fazem uma limitação ao volume de alimento sólido ingerido e um desvio menor no trânsito do alimento no trato gastrointestinal. A mais usada atualmente é a gastroplastia vertical com by-pass em y de Roux. É também chamada Capella ou Fobi-Capella, foi desenvolvida por cirurgiões e, além da restrição causada pela diminuição do volume doestômago, ocorre uma pequena disabsorção dos alimentos, porque eles deixam de passar pela primeira parte do intestino delgado.


Existe algum cuidado especial no pós-operatório?


Os pacientes submetidos à gastroplastia redutora devem ser acompanhados, recebendo orientações específicas para elaboração de uma dieta equilibrada. A adesão ao tratamento deverá ser avaliada, uma vez que pacientes instáveis psicologicamente podem recorrer a preparações de alta densidade calórica, de baixa qualidade nutricional, colocando em risco o sucesso da intervenção a longo prazo.

Até mais


Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Diabetes x Amêndoas...


Amêndoas previnem diabetes e problemas cardíacos.
Alimento aumenta sensibilidade à insulina e reduz o mau colesterol, diz estudo
“Uma mudança de dieta é promissora para aqueles que têm riscos de desenvolver diabetes tipo 2 e problemas cardiovasculares" Michelle Wien, líder do estudo.
Item praticamente obrigatório no cardápio das festas de final de ano, a amêndoa tem propriedades que protegem o corpo contra o diabetes tipo 2 e as doenças cardíacas. É o que mostra um estudo americano publicado na última edição do periódico especializado Journal of the American College of Nutrition.
Pesquisadores da Universidade de Medicina e Odontologia de New Jersey tornaram rica em amêndoas a dieta de 65 voluntários, todos adultos e em estado pré-diabético, ou seja, com nível de glicose maior do que o normal e, portanto, com maior risco de desenvolver a doença.
Após a mudança no cardápio, os médicos verificaram nos pacientes um aumento da sensibilidade à insulina, o que melhora o processamento de açúcares pelo corpo. A insulina é o hormônio responsável pela quebra dos açúcares no sangue, deficiente nos organismos dos diabéticos. Os voluntários apresentaram também uma significativa redução dos níveis de LDL, o chamado mau colesterol, no sangue.
Estima-se que existam dez milhões de diabéticos no Brasil. O diabetes tipo 2 responde por 90% a 95% dos casos da doença no mundo. Vítimas dessa doença têm falhas na produção de insulina ou menor capacidade de usar o hormônio para quebrar a glicose e a gordura, transformando-as em energia. Soltas no organismo, glicose e gorduras danificam os órgãos.
“Uma mudança de dieta é promissora para aqueles que têm riscos de desenvolver diabetes tipo 2 e problemas cardiovasculares. Ela pode ter influência essencial no desenvolvimento da doença”, declarou a líder do estudo, Michelle Wien, ao jornal britânico Daily Mail.


Até mais.

Fonte: Veja.

Diabetes x Virose...

O que Diabetes tem a ver com virose?
É isso que alguns pesquisadores estão tentando provar.
Um Estudo americano mostrou um risco 7x maior em crianças menors de 4 anos de desenvolver diabetes após (não necessariamente imediata) infecção por enterovírus (Enteroviroses). O que eles propõem é que o vírus pode desencadear a produção de células auto-imunes contra as ihotas de Langerhans, que são células encontradas no pâncreas e que produzem insulina. Com isso, essas células vão diminuíndo a produção de insulina e desenvolverão o DIABETES.
Uma boa solução para isso seria desenvolver uma vacina contra esses vírus.

Até mais.

Retorno de consultas médicas...

Conselho Federal de Medicina (CFM) publicou, no dia 10 de janeiro, no Diário Oficial da União, regras que normalizam o ato da consulta médica e a possibilidade de sua complementação, caso seja necessária.
De acordo com a nova norma, a consulta é constituída por anamnese, exame físico, elaboração de hipóteses ou conclusões diagnósticas, solicitação de exames complementares (quando necessário) e prescrição terapêutica.Segundo o CFM, caso haja necessidade de um segundo encontro, o qual o paciente se submeta a exames, este deverá ocorrer dentro do prazo estabelecido pelo médico. Neste caso, não deve ser cobrada uma nova consulta. Entretanto, será considerada uma nova consulta quando ocorrerem alterações de sinais ou sintomas que requeiram nova anamnese, exame físico, formulação de hipóteses ou conclusões diagnósticas e prescrição terapêutica.
Nos casos de doenças que exigem tratamento prolongado, a cobrança de consulta fica a critério do médico. As empresas que atuam na saúde suplementar, instituições de assistência hospitalar ou ambulatorial e operadoras de planos de saúde não tem autonomia de interferir na decisão do médico e na relação médico e paciente. Em caso de desobediência, os representantes dessas instituições serão eticamente responsabilizados, como determina a resolução.
Até mais.

Diabetes e Enchentes...

Alguns pacientes diabéticos podem ter ficado sem aparelhos de medir a glicemia ou sem lancetas com isso em situações de emergência lembre-se dos sintomas tanto para glicemias altas (hiperglicemia) quanto glicemias baixas (hipoglicemias):
  • Hiperglicemias: urinar muito, beber muita água, comer muito e emagrecer.
  • Hipoglicemias: palidez, sudorese, taquicardia, visão turva, nervosismo, sonolência...

Até mais.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Solidariedade em Teresópolis...


Passado o primeiro momento da tragédia, a hora é de cuidar das vítimas, muitas delas crianças e adolescentes. As chuvas que atingiram, nos últimos dias, a região Serrana do Estado do Rio de Janeiro trazem agora como consequência as infecções parasitárias, a diarréia, as doenças respiratórias, entre outras. Os pediatras que trabalham nos municípios afetados estão precisando da ajuda de voluntários. A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e Sociedade de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro (Soperj) solicitam aos que puderem colaborar que façam os seguintes contatos:

- Dra. Luciana Borges, Subsecretária de Saúde de Teresópolis: tel. (21) 9888 6023, email
luborges10@gmail.com
- Instituto de Pediatria e Puericultura Martagão Gesteira (IPPMG) da UFRJ – voluntários vão amanhã, terça-feira, dia 18, para Nova Friburgo. . Gabinete do diretor: tel. 2590 4640; 2562 6116; e 2562 6117;. Vice-diretor, Bruno, cel. 9419 4095;. Júlio, tel. 7673 3878.
O ônibus sairá às 10h em ponto do IPPMG (no Fundão, ao lado do Hospital Universitário) e retornará no mesmo dia. Os que puderem devem confirmar a presença com urgência, para que as providências (alimentação, etc) possam ser tomadas. O pedido é para que compareçam de jeans e tênis. Uma camiseta será fornecida para identificação do grupo. Dr. Edmilson Migowski informa que outras viagens serão organizadas, em outros dias.
Até mais.

sábado, 15 de janeiro de 2011

Água-viva...

O que fazer em caso de ataque por água-viva?
  • Retirar os pedaços de tentáculos grudados na pele com água do mar e areia imediatamente. O vinagre também pode ser utilizado.
  • Não tomar sol, portanto deve sair da praia pois poderá causar manchas na pele.
  • Medicações analgésicas podem ser utilizadas para alívio da dor.
  • Procurar imediatamente um Hospital para ser avaliado por um médico afim de receber os cuidados complementares e orientações quanto as medicações a serem utilizadas.
  • Procure nunca pegar com a mão ou pisar na água-viva quando essa estiver na areia.
  • Não deixe seus filhos entrarem no mar se houver casos de agua-viva no mar, naquele momento.

Até mais.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Avaliação da baixa estatura...


Para investigação aprofundada da baixa estatura, especificamente para avaliação e diagnóstico de deficiência de hormônio de crescimento, devemos solicitar testes farmacológicos que estimulam o organismo a liberar o GH (hormônio de crescimento) e dosar sua resposta.


Devido a inúmeros fatores, infelizmente considera-se deficiente de hormônio de crescimento, o paciente que tiver 2 testes farmacológicos não responsivos.


Os testes atualmente mais empregados são:


  • TESTE DA CLONIDINA:

- A clonidina é um agonista alfa2-adrenérgico que atua provavelmente através da estimulação do GHRH e bloqueio da somatostatina, promovendo liberação de GH pelos somatotrofos.

- Dose: 0,1mg/m2, via oral e dosar GH nos tempos 0``45`60`90`. jejum a partir das 22:oohoras

- Efeitos colaterais: discreta hipotensão. Sonolência.

  • TESTE DA INSULINA:

- melhor teste para avaliação de deficiência de GH. Jejum a partir da 24:00horas.

-Dose: Insulina Regular EV, 0,1UI/kg em bolus, suficiente para causar hipoglicemia ou diminuição em 50% da glicemia inicial ao teste. Obrigatoriamente deve ser acompanhado por um médico. Nos casos de suspeita de Pan-hipopituitarismo, fazer metade da dose.

-Dosar GH, glicemia e cortisol nos tempos 0`15`30`45`60`90 e 120`.

- Hipoglicemia se caracteriza por: palidez, cefaléia, sudorese, taquicardia, fraqueza e tremores.


-Contra-indicado: pacientes idosos, com doenças cardiovasculares ou cerebrovasculares e convulsivos.

  • TESTE DO GLUCAGON:

- Ocorre estimulação indireta da secreção do GH ã redução brusca da glicemia após o pico hiperglicêmico induzido pelo glucagon. Jejum a partir da 22:00horas.

- Dosar GH nos tempos 0`60`90`120`180`.

- Efeitos colaterais: náuseas, vômitos e dor abdominal.

- É um teste bem tolerado para crianças pequenas e para aqueles que tem contra-indicação ao teste com insulina.

Deve-se lembrar da interpretação dos resultados, pois dependendo do método analisado (radioimunoensaio, imunorradiométrico, quimioluminescência, imunofluorimétrico) o valor a ser atingido pelo GH muda.

Até mais.

Fonte: Santa Casa de São Paulo-SP.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Os 10 piores Fast-Food de 2010...

Veja abaixo a relação dos piores lanches de 2010 segundo o Huffington Post.

Junte-se a nós, e veja a contagem decrescente para os piores produtos de fast-food de 2010.

1 - Panqueca de Linguiça

Você pode correr, mas você não pode se esconder de Dunkin 'Donuts Carne Munchkins. Os anúncios nos quais foram aterrorizantes para todos na TV, online e até mesmo no metrô. É verdade: O pequeno-almoço Fast Food foi moda em 2010. Mas isso não é desculpa para nos induzir a comer essas bolas gordurosas, afirmando ser um ‘prato executivo’ pouco inocente.

2 - Ofertas refeição (de Taco Bell)

Um Taco Bell desprezível, com um copo de água com açúcar diluído, e um saco de batatas fritas não deve ser nunca, de forma nenhuma ser considerada uma "refeição".

3 - Mimosas

Em uma tentativa desesperada para atrair clientes de Fast Food para fora do McDonald's, o Burger King testou um "brunch BK" em locais limitados, Mimosas não-alcoólicas.

4 - McRib

Após o McDonald's reintroduzir o produto ao mercado, ficou claro por que o sanduíche tem um pequeno problema, nada generalizado. Consenso: Nós gostamos do McRib, quando era quase impossível localizar.

5 - Fritas com queijo derretido

Você pode ter muito queijo? Quando estamos falando de quatro fatias de Mussarela, mais Batata Frita dentro de um sanduíche de queijo grelhado (no Denny's), bem, então a resposta é: Sim, absolutamente, sim.

6 - Hamburguer de Pizza

Mesmo que você tenha compartilhado o Hamburguer de Pizza gigantesco em seis pedaços, como Burger King serve, você só estaria consumindo 420 calorias de Whopper, queijo pepperoni, e molho marinara. Mas qual seria o ponto de que?

7 - Sanduíche de Lasanha

Só porque estes dois alimentos são fantásticos por si só, não significa que eles devam ficar juntos. Minha avó italiana está ofendida pelo sanduíche de lasanha, e você deve estar também.

8- Duplo de frango

Blogueiros de todo o mundo, não poderiam calar a boca para esse Sanduíche infame KFC - Bacon e Queijo envolvidos por dois pedaços de Frango Frito. O maior dos horrores sobre este fato, é que ele tem 1.380 mg de sódio, embora um (claro e confuso) avaliador chamou de “a maior conquista do homem”

9- Panqueca Stackers

Isso caracteriza um monstruoso Bolo de Queijo entre duas camadas de panquecas, coberto com compota de fruta doce e cobertura de chantily – afinal, quem não gosta de começar o dia andando numa montanha-russa de açúcar no sangue. O que, sem bacon? (Infelizmente, o seu novo menu de baixas calorias é muito menos apetitoso.)

10- Hambuguer grelhado de Queijo

É um hambúrguer entre dois sanduíches de queijo grelhado, com maionese. É hora de parar de negar o fato de que estão tentando nos matar?

Até mais

Fonte:Huffington Post e SBDiabetes.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

POWER BALANCE...

Foi publicado ontem na FOLHA que a empresa POWER BALANCE admitiu que sua pulseira não funciona. Está sendo obrigada a reembolsar consumidores insatisfeitos na Austrália. No Brasil, a Vigilância Sanitária suspendeu a propaganda de efeitos terapêuticos, como o aumento do equilíbrio.
Esses braceletes ficaram famosos após serem vistos em pulsos de jogadores e artistas. A empresa estima que já vendeu mais de 200 mil unidades no Brasil ("sem contar as piratas"), e que no Brasil não há reembolso para os consumidores.
Até mais.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

HCN

Você sabe o que é o HCN? É atualmente um "elefante branco" que no popular significa um monte de ferro e concreto sem fins para nada. Mas, isso pode mudar e torço para que mude o mais rápido possível.
O antigo Hospital dos Estivadores, agora HCN (Hospital Conselheiro Nébias) está localizado em Santos-SP na avenida conselheiro Nébias e atualmente está desativado. Está para ser adquirido pela prefeitura de Santos e se isto acontecer será uma maravilha não só para nós santistas mas para toda a população da baixada.
Nossa região está crescendo muito, e os leitos hospitalares não estão seguindo esse ritmo. Consequentemente, em determinadas épocas do ano (alta temporada, inverno ou durante epidemias) nossa região carece de leitos hospitalares para internações e procedimentos.
Com a ativação do HCN, ganharemos mais um centro médico-hospitalar para "desafogar" os hospitais e pronto-socorros da região.
Portanto, vamos batalhar numa campanha para que a prefeitura regulamente isso o mais rápido possível ,para que a população não sofra mais na espera por leitos.

Até mais.


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...