terça-feira, 27 de julho de 2010

Diagnóstico do Diabetes...

Você sabe como fazer o diagnóstico do Diabetes? Então leia abaixo e preste atenção.
  • O nível de A1C for superior a 6,5%. Valores entre 5,7% e 6,4% são agora indicativos diagnósticos para pré-diabetes.
  • 2 glicemias de jejum maior ou igual a 126, em dois dias diferentes.
  • 1 glicemia maior ou igual a 200 em qualquer horário do dia ou após 120 minutos da curva glicêmica.
  • Associação com os seguintes sintomas: beber muito líquido, fazer muito xixi, emagrecer e comer muito.
Fonte: American Diabetes Association. Standards of Medical Care in Diabetes – 2010. Diabetes Care 33(Suppl 1):S11-S61, 2010.

Se você tem ou conheça alguém assim, mande procurar um auxílio médico.

Até mais.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Fim das agulhas...

Será mesmo realidade ou só mesmo especulação? Os cientistas da Emory University e do Georgia Institute of Technology estão desenvolvendo uma vacina em forma de adesivo que pode substituir as dolorosas agulhas convencionais.
De fato, será uma revolução. Um pequeno adesivo que contem 100 "microagulhas" de 0,65mm de comprimento que se dissolvem ao entrar em contato com a pele, lembrar que a agulha de insulina menor que existe no mercado tem 5mm de comprimento.
Isso ainda está sendo desenvolvido em vacinas para gripe, e já foi testada em camundongos, e a próxima fase será o teste em seres humanos. Apesar disso, e se der certo, poderá se estender para outras medicações, dentre elas a insulina, facilitando a vida dos paciente diabéticos.
Lembro que a insulina inalatória que prometeu revolucionar o tratamento do diabético foi retirada do mercado pois não deu certo. Resta a nós torcer para que outros métodos de aplicações de medicações venham a ser desenvolvidas para o tratamento de qualquer doença e principalmente minimizar a dor sofrida em consequencia dessas medicações.
Até mais.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Entrevista Programa Viver Bem (26/06/10)...


Veja minha entrevista para o Dr. Rubens, ao programa Viver Bem (TV TRIBUNA), realizado no dia 26 de junho de 2010, com o tema relacionado a doenças respiratórias do inverno.

Até mais.

terça-feira, 20 de julho de 2010

QNEXA®CR...


Nossa que nome é esse? Pois é, uma nova alternativa para tratamento para obesidade está em vias de aprovação pelo FDA (Food and Drug Administration). Membros do Comitê de Consulta em Medicamentos Endocrinológicos e Metabólicos avaliaram a eficácia da medicação.

Não é uma nova substância e sim uma associação de duas substâncias já utilizadas no tratamento da obesidade: a FENTERMINA (um devirado da anfetamina, usada desde 1959 como monoterapia a curto prazo no tratamento da obesidade e que é um estimulante central, provocando um efeito anorético pela liberação de catecolaminas (noradrenalina) no hipotálamo, e o TOPIRAMATO, um anticonvulsivante, usado desde 1996, que diminui a motilidade gastro-intestinal, aumentando a saciedade.

Infelizmente, como todas as medicações, têm seus efeitos colaterais: parestesias(17%), boca seca(16,6%), constipação(15,1%), infecções do trato superior (13,5%), nasofaringite (10%) e cefaléia (9,8%).

Sabemos a dificuldade em fazer com que os pacientes obesos percam peso. Tomara que novas alternativas venham a ser descobertas para o melhor tratamento da obesidade.

Até mais.


Fonte: FDA.

Estatuto da Criança e do Adolescente...

Leia matéria publicada no site da sociedade brasileira de Pediatria e dê sua opinião sobre o ECA (estatuto da criança e do adolescente):

18/07/2010 - Se for aprovado pelo Congresso, até palmadas ou beliscões - mesmo com intenção de educar - podem ser motivo de sanções previstas no Estatuto da Criança e Adolescente (o ECA, que completa 20 anos), desde advertência à perda de guarda. Mas especialistas dizem que os adultos não terão de ficar de mãos atadas. O objetivo da medida é discutir o tema e propor uma mudança no comportamento, sem criminalizar os pais.

"Fomos educados até hoje assim e achamos que não há outra maneira de disciplinar e ensinar.
Esse comportamento agressivo só nos afasta das crianças "

Mesmo assim pais estão preocupados. Numa pesquisa com leitores no site do Globo, 1.800 deram a sua opinião e apenas 16,3% concordam com o projeto; 6,97% acham que é uma violência bater, 4,77%, que é preciso conversar e ter paciência com as crianças, e 4,56% dizem que a criança não tem como se defender. Porém 44,15% afirmam que as palmadas ou castigo físico é uma forma de impor limites e 33,34% que os pais devem ter liberdade na educação. Para 4,56%, a palmada fez parte da educação deles e, por isso, são contra a lei. Marcia Oliveira, coordenadora do projeto "Campanha Permanente Não Bata, Eduque", diz que é preciso mudar esse pensamento:

- A lei não é para prender, nem o texto prevê isso. Queremos estimular a reflexão sobre o assunto.

Marcia e outros especialistas afirmam que mesmo um tapinha eventual é uma mensagem equivocada à criança, e não educa, porque tudo que causa dor é ruim.

- Fomos educados até hoje assim e achamos que não há outra maneira de disciplinar e ensinar. Esse comportamento agressivo só nos afasta das crianças - diz.

Ela admite que não é fácil e tem horas em que perdemos a paciência, como, por exemplo, quando a mãe está atrasada para o trabalho de manhã, ainda tem que deixar os filhos na escola e eles estão enrolando para sair da cama, tomar banho. Mas dá para segurar a raiva:

- É melhor dialogar e negociar com as crianças e adolescentes, estabelecendo sanções viáveis. Há pais que prometem proibir acesso à internet ou à TV por dois meses. Até eles sabem que não dá para cumprir isso. É preciso ter coerência nas ações e não abrir mão delas.

Vítimas tornam-se pessoas agressivas

O psicólogo e terapeuta Carlos Zuma, do Instituto Noos - que faz parte da rede "Não bata, eduque" - concorda. Ele ouve queixas de juízes dizendo que não têm parâmetros legais para julgar casos de castigos em crianças, só jurisprudência. Agora, poderão ter.

- Eles ficam na dúvida se os pais castigaram na intenção de educar ou foi uma agressão gratuita. Hoje é subjetivo. Aqueles que reclamam que a nova lei é ingerência na educação dos filhos devem repensar isso. No caso Isabela Nardoni, por exemplo, vizinhos escutaram agressões à menina e não avisaram à polícia, talvez porque pensaram que não deveriam se meter. É momento de reflexão. Será que bater ou um tapinha é a coisa certa? Estamos ensinando a criança a responder a uma contrariedade com uma agressão - afirma.

Uma saída, ensina Zuma, é mostrar as crianças que os seus atos têm consequências, que elas não podem tudo. Quando os pais não conseguem isso sem agredir, devem buscar ajuda, conversando com pessoas experientes ou psicólogos:

- Se você tem pavor que batam em seus filhos, então por que agir da mesma maneira? Se não posso bater num adulto, por que agredir a criança, o adolescente? A lei Maria da Penha levou a sociedade a não tolerar a violência contra a mulher e buscamos isso para as crianças e os adolescentes - diz.

Para o psicanalista Paulo Quinet, diretor de divulgação da Federação Brasileira de Psicanálise, ninguém deve aceitar maus tratos à criança e o castigo físico mostra que é preciso usar a força física para resolver algo. Porém ele não critica um pai ou uma mãe que eventualmente dê uma palmadinha num filho:

- Com a nova lei, até segurar uma criança mais firme para coibir algo pode parecer uma agressão. É preciso bom senso - diz.

O problema é associar disciplina e educar com bater, diz Rachel Niskier Sanchez, diretora da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e médica do Instituto Fernandes Figueiras (IFF), no Rio. Hoje 25 países têm legislação coibindo essa prática. Na América do Sul, só Uruguai e Venezuela adotaram lei semelhante:

- Não se trata de culpar a família. Educar requer muita paciência e diálogo, não atos violentos. Se a criança apanha de uma pessoa que diz que lhe ama e vice-versa, entende que pode bater em quem ela gosta. Tenho relatos de crianças que dizem que apanham porque merecem. Qual é o código que os pais querem passar aos filhos?

sábado, 17 de julho de 2010

Puberdade Precoce...

O que é puberdade? A melhor resposta é o início do desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários tanto nas meninas quanto nos meninos. Por definição, existe um idade padrão em ambos os sexos que define se o desenvolvimento está surgindo na idade correta.
A precocidade sexual nos meninos ocorre quando surge esses caracteres (pêlos ou aumento dos testículos ou pênis) antes dos 9 anos e na menina, quando surge pêlos ou as mamas antes dos 8 anos. É observado que há variações de acordo com a etnia e a raça, mas de uma forma geral são esses parâmetros que são usados na prática clínica.
Podemos classificar a puberdade precoce em central ( quando ocorre prematuramente ativação do eixo hipotálamo-hipófise-gonadal, e periférica, quando ocorre secreção ectópica de gonadotrofinas nos meninos, ou secreção autônoma de esteróides sexuais em indivíduos de ambos os sexos.
Possíveis causas:
  • PUBERDADE PRECOCE CENTRAL:
  1. Constitucional.
  2. Idiopática.
  3. Distúrbios do sistema nervoso central.
  4. depois da exposição aos andrógenos.
  • PUBERDADE PRECOCE PERIFÉRICA:
A) Masculina:
  1. Tumores secretores de gonadrotrofina.
  2. Produção excessiva de andrógenos.
  3. Maturação prematura das células de Leydig e das células germinativas.
B) Feminina:
  1. Cistos ovarianos.
  2. Neoplasias secretoras de estrógenos.
  3. Hipotireoidismo grave.
C) Ambos os sexos:
  1. Síndrome de McCune-Albright.
  • VARIAÇÕES DO DESENVOLVIMENTO PÚBERE:
  1. Telarca prematura.
  2. Menarca prematura.
  3. Pubarca prematura.
  4. Ginecomastia do adolescente.
Os pais que vêm ao meu consultório preocupados por seus filhos estarem se desenvolvendo mais cedo, deveram ser informados dos riscos que trazem o desenvolvimento mais cedo. Não só as causas mas também as suas conseqüências: tanto por parte psicológica (onde a criança se sente diferente das outras da mesma idade), quanto também do crescimento, onde há uma aceleração prematura do estirão puberal porém há uma parada de crescimento precoce, traduzindo "a criança é grande na infância e pequena quando adulta".
Por isso senhores pais se estiver ocorrendo isso com seus filhos não retardem a procura por um especialista.
Até mais.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Alimentação...

É muito importante ter uma boa alimentação e associar a uma boa prática de atividade física regular (pelo menos 40 minutos "queimando calorias sem parar", 3x por semana).
Muitos dos alimentos que consumimos têm propriedades importantes para nos ajudar, como por exemplo: a BANANA é fonte de vitamina C e potássio, alimentos gordurosos como NOZES, ABACATES, AZEITE e sementes de GIRASSOL, têm propriedades anti-inflamatórias. Vegetais de FOLHAS VERDES são ricos em vitaminas A e B, as VERDES ESCURAS são boas para ajudar a diminuir o colesterol. ALHO-PORÓ, CEBOLA e BRÓCOLIS são anticancerígenos.
Fontes de vitamina A, a cenoura é boa aliada na visão, ajudando a combater os radicais livres, e por que não, melhorar o bronzeado (é claro, isso vai do gosto de cada um). O ABACAXI é bom para combater a celulite. A CEREJA é rica em vitamina C, responsável por manter o sistema imunológico saudável e combater infecções.
Essas são algumas dicas de alimentação natural, devendo ser ingeridos periódicamente, mas como qualquer coisa nesta vida, não abusar pois também podem engordar.
Até mais.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Dose da Sibutramina...

Estavam ocorrendo muitos abusos, no uso da substância SIBUTRAMINA, utilizada para o emagrecimento. Qualquer pessoa estava usando, e infelizmente sem um acompanhamento médico especializado. Com isso, houve uma restrição em sua venda.
A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou que a dose máxima a ser receitada a um paciente não deve exceder 15mg de sibutramina, mesmo em farmácias de manipulação. A receita médica, por sua vez passa a valer 60 dias e não mais 30 dias como era anteriormente. Em março deste ano, a anvisa tornou obrigatória à venda desses medicamentos com a apresentação da receita azul ("controlada") que é numerada e fiscalizada pela Vigilância Sanitária e as embalagens com tarja preta.
Existem riscos de se tomar essa medicação indiscriminadamente, principalmente para pacientes "que acham estar acima do peso" ou para aqueles que querem perder um "pouquinho de gordurinha na barriga". Não faça isso com seu corpo, procure um especialista no assunto para te aconselhar, diagnosticar e acompanhar seu caso.
Até mais.


domingo, 11 de julho de 2010

Diabetes...

Comentarei este post com algumas palavras de Rubem Alves que traduzem o paradigma do diabetes:
"(...) Algumas doenças são visitas: chegam sem avisar, perturbam a paz da casa e se vão. É o caso de uma perna quebrada, apendicite, resfriado ou sarampo. Passado o tempo certo, a doença arruma a mala e diz adeus. E tudo volta a ser como sempre foi. Outras doenças vêm para ficar. É inútil reclamar. Se vêm para ficar, é preciso fazer com elas o que a gente faria caso alguém se mudasse definitivamente para nossa casa: arrumar as coisas da melhor maneira possível para que a convivência não seja dolorosa. Quem sabe se pode até tirar algum proveito da situação? (...)
O diabetes tipo 1 (antigo insulino-dependente) é assim. Muitas vezes não há nenhum familiar com a doença e derrepente surge alguém com diabetes. Cinquenta por cento das causas são de etiologia auto-imune, ou seja o próprio organismo produz auto-anticorpos conta as células produtoras de insulina e consequentemene diminui a produção de insulina acarretando o aumento da glicemia sanguínea ("açúcar no sangue").
O diagnóstico de diabetes leva em conta o quadro clínico: poliúria ("fazer muito xixi"), polifagia("comer muito"), polidpsia ("tomar muita água") e apesar disso, emagrecimento. Com esses sintomas, fazendo a dosagem de glicose no sangue e este vindo com 2 resultados em dias diferentes em jejum > ou igual a 126, ou em qualquer horário do dia > ou igual a 200, ou após 2 horas do teste de sobrecarga de glicose com valor > ou igual a 200, é obtido o diagnóstico de diabetes. Com isso, iniciamos o tratamento para corrigir esse excesso de glicose e restaurar as funções do organismo prejudicados pelo excesso de açúcar no sangue.
Até mais.

sábado, 10 de julho de 2010

A Síndrome do Fofão...

Na excelente matéria publicada na revista Veja de 30 de junho de 2010, mostra a atual realidade das crianças não só brasileiras mas também de todo o mundo. De fato, a desnutrição que assolou as décadas passadas, está dando espaço para a obesidade.
As crianças de hoje comem muito mais do que as crianças de gerações passadas e infelizmente na maioria das vezes, comem uma alimentação que não faz bem a saúde. Os pais de hoje, trabalham mais, ficam mais tempo fora de casa e quando chegam em casa, cansados, preferem fazer um lanche ou ingerir alimentos "prontos" (industrializados), e nisso as crianças acostumadas com essa rotina acabam engordando.
Água e sucos naturais dão espaço para os sucos artificiais e aos refrigerantes, o jantar é muitas vezes substituído por sanduíches, pizzas e outras guloseimas. Conseqüência disso, e de outras coisas, é que vemos um número crescente e assustador de crianças e adolescentes obesos. Aonde irá parar isso?
Oitenta por cento das crianças obesas serão adultos obesos e 80% dos pais que são obesos, tem filhos obesos. Oitenta a 90% das pessoas que estão acima do peso, têm como causa o "erro alimentar".Como mudar isso? Esse é nosso desafio, para combater a pan-epidemia do século 21. A alimentação correta, nos horários certos, associada a uma prática regular de atividade física, é a solução para todos.
Até mais.

Inaugurado...

Bom dia a todos.
Depois de muito tempo postergando, finalmente iniciarei meu blog. Aqui será um espaço para perguntas, críticas, sugestões e agradecimentos nos temas de saúde principalmente relacionados a Pediatria Geral e a Endocrinologia. espero que gostem, pois colocarei atualizações e comentarei, dando minha opinião sobre os mais diversos assuntos médicos.
Até mais.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...