terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Objetivos do tratamento da puberdade precoce...



Os objetivos do tratamento da puberdade precoce são:

  1. supressão do eixo hipotálamo-hipófise-gônada, através da redução ou bloqueio da secreção de gonadotrofinas e dos esteróides gonadais.
  2. a interrupção do desenvolvimento ou regressão dos caracteres sexuais secundários.
  3. desacelerar o rápido avanço da maturação óssea, possibilitando melhora da previsão de estatura final.
  4. ajustar eventuais problemas psicológicos e sociais.
  5. permitir o desenvolvimento puberal de acordo com a idade, evitando menarca precoce, e ciclos ovulatórios, na menina.
  6. prevenir o aparecimento precoce de atitudes e condutas incompatíveis com a idade.
Até mais.

Fonte: Puberdadeprecoceemfoco.com.br, Tratamento da puberdade precoce com análogo de GnRH, Calliari, LEP. 2014


segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Britânicos descobrem anticorpo capaz de neutralizar vírus da dengue...

O mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue

Cientistas do Imperial College London descobriram uma nova classe de anticorpos capazes de neutralizar as quatro formas do vírus da dengue, conforme publicou nesta segunda-feira (15) a revista britânica "Nature Immunology".

Este novo tipo de anticorpo descoberto em humanos, que também neutraliza o estado inicial do vírus presente nos mosquitos, poderia orientar o desenvolvimento de vacinas e tratamentos efetivos para combater a doença. A dengue é uma doença transmitida pela picada do mosquito da família "aedes" e infecta 400 milhões de pessoas por ano, especialmente nas regiões tropicais e subtropicais do planeta.

Um dos principais problemas que o vírus apresenta é que existem quatro tipos de dengue e ter tido um deles não imuniza a pessoa dos demais. No relatório, a equipe de pesquisadores assinalou que a expansão geográfica da dengue tem aumentado, já que foi registrado um maior número de casos na América Latina e na Austrália, e poderia se estender ao sul da Europa.


O diretor da pesquisa, Gavin Screaton, disse em uma teleconferência com a imprensa que seu grupo já leva mais de dez anos estudando do vírus. Ele destacou que não acredita que a dengue possa ser controlada até que se desenvolva uma vacina.

Para ele, o desenvolvimento de uma vacina poderia levar uma quantidade de tempo "considerável", porque primeiro seria preciso produzi-la e testá-las em modelos não humanos. Com relação a penetração do vírus na América Latina, Screaton afirmou que, apesar de ter "existido países que realizaram boas práticas", estas não evitaram alguns surtos severos.

Segundo Screaton, para prevenir o contágio em grande escala, é preciso "informar à população sobre boas práticas, limpar e não armazenar lixos nas cidades e usar inseticidas".

Para o estudo, a equipe de cientistas analisou 145 mostras de anticorpos de pacientes que foram infectados pelo vírus e desenvolveram um quadro imunológico. Desta forma, encontraram um bom número de anticorpos que são muito efetivos neutralizando o vírus.

Essa descoberta abre a porta ao desenvolvimento de uma futura vacina universal contra a dengue, apesar dos pesquisadores matizarem que ainda é necessário entender a resposta imunológica humana aos contágios naturais e ver qual é sua resposta à vacinação posterior.

A dengue provoca febres altas, dor de cabeça, vômitos e erupções na pele, e pode ser fatal em sua forma hemorrágica.

Até mais.
Fonte: Uol

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Variações genéticas da gripe reduzem eficácia de vacina...

Um número crescente de americanos são céticos em relação às vacinas, por acreditarem que a natureza é suficiente para combater as doenças
As variações genéticas de cerca da metade dos vírus H3N2 presentes na gripe este ano poderiam reduzir a eficácia da vacina e agravar a doença nesta temporada, informaram nesta quinta-feira as autoridades de saúde americanas.
A cepa viral da gripe H3N2 era mais abundante durante as temporadas 2012-2013, 2007-2008 e 2003-2004, todas marcadas pela maior mortalidade na última década, explicaram funcionários do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).
Além disso, os riscos de piores sintomas gripais aumentaram este ano após a descoberta de que a metade dos vírus H3N2 analisados sofreram mutação em reação aos vírus usados para desenvolver a vacina, acrescentou o CDC.
Isto significa que a capacidade da vacina para proteger contra estas cepas poderia diminuir. Além disso, o vírus da gripe muda constantemente.
"A vacina mostrou que garantia uma certa proteção contra estes vírus mutantes no passado e também contra outras cepas virais da gripe, que poderiam estar presentes mais à frente na temporada" de 2007-2008, declarou Joseph Bresee, do CDC.
As mutações do H3N2 foram detectadas no fim de março pouco antes das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para selecionar cepas virais, prevendo a preparação de uma vacina para a temporada 2014-2015 no hemisfério norte.
Os especialistas destacaram a importância de proteger, sobretudo as pessoas de alto risco, como crianças, grávidas e maiores de 65 anos.
Até mais.
Fonte: msn

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...