sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Febres de origem desconhecida em crianças são provavelmente virais, segundo artigo publicado no Pediatrics ...

A presença de febre sem uma causa aparente é comum em crianças pequenas. O objetivo do trabalho publicado pelo periódico Pediatrics foi determinar se vírus específicos podem ser os responsáveis por tais febres.
Foram incluídas no estudo crianças de 2 a 36 meses, com temperatura de 38°C ou superior, sem uma causa aparente ou com uma infecção bacteriana provável ou definitiva, sendo avaliadas no Departamento de Emergência do Hospital Infantil St. Louis e crianças afebris que fariam uma cirurgia ambulatorial. As amostras de esfregaços de sangue e de secreções da nasofaringe foram testadas com uma bateria extensa de reação em cadeia da polimerase vírus-específicas.
Um ou mais vírus foram detectados em 76% das 75 crianças com febre sem uma causa aparente, 40% de 15 crianças com febre e uma infecção bacteriana definida ou provável, e 35% de 116 crianças febris (P <0 class="postTip word_cnt_677435_6" quatro="quatro" span="span" style="font-family: inherit;" tip="" tipwidth="450">vírus
 (herpesvírus, adenovírus humano 6, enterovírus e parechovirus) foram predominantes, sendo detectados em 57% das crianças com febre sem uma causa aparente, 13% das crianças com febre e infecção bacteriana definitiva ou provável, e 7% das crianças febris (P <0 146="146" cento="cento" class="postTip word_cnt_677435_3" de="de" e="e" hidetimeout="14421" por="por" quatro="quatro" showtimeout="14427" span="span" style="font-family: inherit;" tip="" tipwidth="450" trinta="trinta">infecções virais foram detectadas apenas por reação em cadeia da polimerase no sangue. Cinquenta e um por cento das crianças com infecções virais e nenhuma evidência de infecção bacteriana foram tratadas com antibióticos. Concluiu-se que as infecções virais são frequentes em crianças com febre sem uma causa aparente. Os exames de sangue, além dos exames das secreções da nasofaringe, aumentaram a gama de vírus detectados. Estudos futuros deverão explorar a utilidade do teste para os vírus implicados. Um melhor reconhecimento de vírus que causam febre de origem indeterminada em crianças pequenas pode ajudar a limitar o uso desnecessário de antibióticos.

Até mais.

Fonte: Pediatrics, publicação online, de 5 de novembro de 2012 
NEWS.MED.BR, 2012. Febres de origem desconhecida em crianças são provavelmente virais, segundo artigo publicado no Pediatrics. Disponível em: . Acesso em: 9 nov. 2012.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...