sábado, 19 de maio de 2012

Mamadeira e chupeta são principais causas de lesões em crianças, alerta estudo...


As mamadeiras e chupetas nas mãos e bocas das crianças podem parecer objetos inofensivos, mas são a causa de múltiplas visitas às salas de emergência todos os anos, de acordo com um estudo publicado na última segunda-feira (14).
Segundo o relatório do Nationwide Children's Hospital, a cada quatro horas uma criança com menos de três anos é tratada em uma sala de emergência devido a lesões relacionadas ao uso de mamadeiras, chupetas e copinhos com tampa.
"Estudos anteriores tinham focado em bebês. No entanto, descobrimos que cerca de dois terços das lesões examinadas em nosso estudo foram entre crianças de um ano de idade que estão aprendendo a caminhar e são mais propensos a cair", declarou à Agência Efe Sarah Keim, co-autora do relatório e pesquisadora do Nationwide sChildren's Hospital em Columbu (Ohio).
A pesquisa, que foi publicada na edição de junho da revista Pediatrics, chegou à conclusão que 86% das lesões aconteceram quando as crianças corriam ou caminhavam com o objeto na boca e que 70% provocaram alguma laceração.
De acordo com o estudo do Center for Biobehavioral Health e o Center for Injury Research and Policy do Nationwide Children's Hospital, que examinou lesões registradas entre 1991 e 2010, pelo menos 45.398 crianças com menos de três anos foram tratadas com lesões associadas a mamadeiras, chupetas e copinhos nos Estados Unidos.
Os pesquisadores assinalaram as mamadeiras como a principal causa de lesões nos menores, com 65,8% dos casos, seguidas pelas chupetas, com 19,9%.
Tanto a Academia Americana de Pediatria (AAP) como a Academia Americana de Dentistas Pediátricos (Aapd) recomendam a substituição da garrafa por copos sem tampa quando o menor tiver 12 meses a fim de prevenir acidentes e promover hábitos de alimentação mais saudáveis.
Também há a recomendação para que as crianças deixem a companhia da chupeta a partir dos seis meses de idade para evitar acidentes como esses quando começarem a caminhar.
Até mais.
Fonte: Uol.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...