sábado, 28 de abril de 2012

Puberdade precoce pode causar problemas psicológicos em meninas...


Condição é definida pelo desenvolvimento de características sexuais secundárias - mamas, pêlos pubianos - antes dos 8 anos

Meninas que entram na puberdade muito cedo são mais propensas a desenvolverem problemas psicológicos. É o que aponta artigo divulgado nesta sexta-feira (27) na publicação The Obstetrician & Gynaecologist (TOG), que ainda destaca o risco aumentado abuso sexual e gravidez precoce.
De acordo com informações publicadas no site Eurekalert, a puberdade é caracterizada pela maturação do eixo hipotálamo hipófise gonadal (HPG - sigla em inglês), que desempenha um papel crítico no desenvolvimento e regulação do sistema reprodutivo.
A puberdade normalmente é iniciada a partir dos 10 anos, e o desenvolvimento da mama geralmente é o primeiro sinal. Nas meninas a puberdade precoce é definida pelo desenvolvimento das características sexuais secundárias, tais como o desenvolvimento de mamas ou pêlos pubianos antes dos 8 anos. Os autores do estudo destacam que a maioria das crianças com desenvolvimento sexual prematuro devem ser encaminhadas a um endocrinologista pediátrico, para avaliação e acompanhamento do caso.
Existem dois tipos principais de puberdade precoce, o primeiro é a puberdade precoce central (PPC) que resulta da ativação prematura do eixo HPG e, na maioria dos casos, a causa é desconhecida. O outro tipo é a puberdade precoce periférica que é resultado da produção de hormônios sexuais e pode ser caudada por tumores no ovário ou distúrbios supra-renais.
As meninas que sofrem de puberdade precoce podem ser afetadas tanto física como psicologicamente, diz que a revisão. Apesar de os sinais físicos da puberdade precoce levarem crianças a apresentar estatura alta, assim como amadurecimento ósseo rápido, o crescimento pode cessar também de forma precoce e comprometer o desenvolvimento final.
Devido aos níveis mais elevados de esteróides sexuais normalmente vistos em meninas mais velhas, problemas psicológicos podem surgir resultando em comportamento adolescente. Além disso, problemas psicológicos também podem surgir se a criança sentir que deve se comportar segundo sua maturidade física ao invés de sua idade. A revisão também afirma que as meninas estão em maior risco de abuso sexual e gravidez precoce.
Tratamento
O tratamento irá depender do tipo de puberdade precoce e da causa subjacente. O objetivo do tratamento para puberdade precoce é parar, e possivelmente reverter o início da puberdade, melhorar a altura final e evitar os efeitos psicossociais / comportamentais prejudiciais.
A maioria das crianças com PPC podem ser tratadas eficazmente com terapias hormonais (GnRHa hormonais), que controlam a liberação dos hormônios responsáveis pelo desenvolvimento das características sexuais secundárias. Os efeitos colaterais incluem dores de cabeça, rubor, alterações de humor e erupções cutâneas. O tratamento é normalmente parado quando o estágio normal da puberdade for iniciado. A análise conclui que a decisão de fornecer o tratamento ou não é uma tarefa difícil, em particular, para as meninas que iniciem a puberdade entre 6 e 8 anos de idade.
Até mais.
Fonte: www.isaúde.net

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...