segunda-feira, 2 de abril de 2012

Consumo de refrigerante associado ao risco de doença coronariana, em artigo divulgado pelo periódico Circulation...

Sabe-se que o consumo de bebida adoçada com açúcar está associado ao ganho de peso e ao risco de desenvolver diabetes mellitus tipo 2.

Mas poucos estudos têm avaliado a relação dessas bebidas com as doenças coronarianas ou com alterações de biomarcadores. O papel das bebidas adoçadas artificialmente também ainda não está claro.
Foi realizado um estudo de coorte prospectivo incluindo 42.883 homens. Associações do consumo de bebidas adoçadas com açúcar (refrigerantes, por exemplo) e de bebidas adoçadas artificialmente (refrigerantes diet, por exemplo) com doença foram examinadas utilizando modelos de riscos proporcionais.
Os participantes que mais ingeriam bebidas adoçadas com açúcar tiveram um risco 20% maior para doenças coronarianas do que aqueles que menos consumiam essas bebidas, após os ajustes necessários para analisar os dados. O consumo de bebidas adoçadas artificialmente não foi significativamente associado à doença arterial coronariana. A ingestão de bebidas adoçadas com açúcar, mas não de bebidas adoçadas artificialmente, foi significativamente associada ao aumento de triglicérides, proteína C reativa, interleucina-6, fator de necrose tumoral R1 e Fr2, diminuição do HDL e da leptina (valores de p <0,02).
Concluiu-se que o consumo de bebidas adoçadas com açúcar estava associado com aumento do risco de doença coronariana e com algumas mudanças adversas nos lipídios, fatores inflamatórios e leptina. O consumo de bebidas adoçadas artificialmente não foi associado ao risco de doença coronariana ou de alterações nas dosagens de biomarcadores.


Até mais.


Fonte: Circulation, publicação online, de 12 de março de 2012
NEWS.MED.BR, 2012. Consumo de refrigerante associado ao risco de doença coronariana, em artigo divulgado pelo periódico Circulation. Disponível em: . Acesso em: 2 abr. 2012.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...