domingo, 23 de dezembro de 2012

Receptores gustativos no intestino podem ser alvos para prevenção da obesidade...


Estudo realizado por pesquisadores da Universidade Católica de Leuven, na Bélgica, demonstrou que atacar receptores gustativos no intestino pode ser uma estratégia promissora no combate à obesidade.
O intestino 'sente' o que comemos, amargo, doce, gordura, e saboroso, da mesma maneira que a língua, através da utilização de mecanismos de sinalização similares. O resultado é a liberação de hormônios para controlar a saciedade e os níveis de açúcar no sangue quando o alimento chega ao intestino.
Os sensores, ou receptores, no estômago respondem à ingestão de alimentos em excesso, e o seu mau funcionamento pode desempenhar um papel no desenvolvimento da obesidade, diabetes, e condições relacionadas com o metabolismo.
A pesquisadora Sara Janssen e seus mostraram que a obesidade e as condições relacionadas podem ser prevenidas ou tratadas por meio do direcionamento seletivo de receptores gustativos no intestino para liberação de hormônios que causam sensação de saciedade, imitando os efeitos fisiológicos de uma refeição e enganar o corpo em pensar que já se alimentou.
"A eficácia da cirurgia bariátrica para causar a perda de peso profunda e uma diminuição na prevalência de diabetes e outras condições relacionadas à obesidade não é totalmente compreendida, mas pode envolver mudanças na liberação de hormônios intestinais. A segmentação de receptores gustativos orais que afetam a liberação de hormônios que controlam a ingestão de alimentos pode oferecer um novo caminho para imitar esses efeitos de forma não cirúrgica", afirmam os autores.
Segundo os pesquisadores, mais estudos são necessários para mostrar que os receptores de sabor do intestino podem ser alvos de drogas eficazes para a prevenção e tratamento da obesidade e diabetes.
Até mais.
Fonte: isaude.net

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...